Dulcilene dos Santos Cesário é pescadora e mora há 15 anos em Caracaraí, cidade localizada na região Centro Sul de Roraima. Mãe de cinco filhos, ela viu todos crescerem com sonhos, entre eles o de estudar, mas as condições financeiras não permitiam custear cursos a todos. Agora, com a chegada do Núcleo da Assembleia Legislativa no município, espera fazer diferente com a neta Letícia Yasmini, de 10 anos.

“Até tem curso, mas é pago. A senhora sabe que pescadora só mexe com peixe”, brincou ela enquanto olhava admirada para a sala de informática equipada. “Eu quero ver minha neta aqui”, disse Dulcilene, determinada a matricular a criança na modalidade a ser ofertada de maneira gratuita à população de Caracaraí. “É bom porque ela está crescendo e quando chegar lá no final [dos estudos], falará bem, vai arranjar um emprego bom e eu tenho essa esperança”, contou.

Já Letícia, sentada em frente a um dos computadores na sala de informática, revelou que tem vontade de aprender o universo da informática por achar legal ‘mexer’ no computador. “Eu vejo as pessoas mexendo e acho muito legal. Eu nunca tive um computador em casa”, disse a menina.

Para a dona de casa Maria de Jesus, conhecida por ‘dona Maroca’, de 79 anos e residente a 46 em Caracaraí, será a chance para recuperar muitos jovens que estão ‘perdidos’. “Aqui não tem nada para os jovens, estão abandonados. De vez em quando tem uma atividade, jogam uma bola e só. Pode ser que melhore agora”, relatou.

Segundo ela, a falta de opção de lazer, educação e atividades esportivas têm empurrado os cidadãos para o mundo das drogas e bebidas. “Vai mudar, com certeza. Com essa extensão da Assembleia vai atingir muitas crianças e jovens, que não têm atividade nenhum e isso vai abrir muitas portas para eles”, complementou.

A coordenadora do Núcleo da Assembleia Legislativa de Roraima, Vaninha Andrade, contou que após o período de inscrição, iniciado nessa segunda-feira (18), será feita a montagem das turmas para, posteriormente, iniciarem as aulas. “Em Caracaraí, hoje, a gente não tem curso de inglês e o Núcleo da Assembleia vai oferecer cursos gratuitos de inglês, espanhol, informática e no Abrindo Caminhos haverá aula de coral para crianças e adultos, vamos oferecer tae-kwon-do, zumba, balé e também vai funcionar uma representação do CHAME e uma do Procon Assembleia”, resumiu.

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informam que em 2017 a população de Caracaraí seja de pouco mais de 20 mil pessoas, entre sede, vilas e comunidades vizinhas.

Por Yasmin Guedes

SupCom/ALE-RR