Projeto de lei de autoria da deputada Catarina Guerra (SD), aprovado por 18 votos na Assembleia Legislativa de Roraima, propõe que o Estado se adeque ao Plano Nacional de Combate ao Suicídio.

Com a sanção governamental, os profissionais da Saúde, Educação, comunidade em geral, e outros profissionais que estejam interessados em adquirir conhecimentos, receberão do Estado treinamentos específicos, pelo menos uma vez por ano, para identificar e gerenciar comportamentos suicidas ou de automutilação em pessoas.

“Para que possa receber informações na qual [estes profissionais] vão se sentir capazes e seguras para identificar, gerenciar e monitorar alguns casos de suicídio. Maneira de dar um suporte, cuidar de quem cuida e desenvolver um trabalho voltado à valorização da vida”, justificou Catarina Guerra, sendo a participação facultativa aos servidores.

O projeto de lei destaca ainda que o Estado pode articular com empresas e/ou órgãos para desenvolver ou fomentar ações sobre o tema. A proposição, aprovada em plenário na última quinta-feira (26), seguirá para avaliação do Poder Executivo que poderá sancionar ou vetar a matéria.

Texto: Yasmin Guedes

Foto: Alex Paiva

SupCom ALERR