Quando se chega na terceira idade, muitos desejam ter um cantinho e descansar os pés carregados de histórias, porém há aqueles que anseiam pisar em outros solos, como os alunos Ademir Menezes, de 66 anos, e Francisco de Paula, de 68 anos, que estão aprendendo inglês na Escola do Legislativo – Cursos preparatórios, Unidade Silvio Botelho, um dos programas da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR).

Malta e Austrália são os lugares que o aposentado Ademir Menezes deseja conhecer. “Meu sonho é viajar e me sentir bem onde eu estiver, sem precisar de intérprete”, compartilhou. Para alcançar esse ideal, no ano passado começou a estudar inglês na Escola do Legislativo, e soube das aulas por meio da rádio.
“A escola representa muito para mim, até porque todo mundo sabe que se for fazer um curso particular,  são pagos.  A Escola do Legislativo vem com essa oportunidade”, disse.

Para ele, não existe idade para estudar, e exercitar outra língua é uma terapia para a mente e o corpo. “É muito bacana as aulas. No idioma a gente não se sente nem mais novo ou velho perto de alguém, quando está aprendendo uma outra língua, voltar a ser uma criança”, disse.

Movido pela curiosidade, Francisco de Paula, de 68 anos, está cursando espanhol e inglês na Escola do Legislativo “Na verdade, para ter mais conhecimento, tudo o que você ouve das pessoas, nas rádios e na televisão, tem grande conteúdo de palavras estrangeiras, o que dificulta de entender”, disse.

Ele explica que treinar inglês vai ajudar, pois pretende visitar o filho na Califórnia, nos Estados Unidos. “Não tem idade para estudar, você pode fazer isso sempre, o conhecimento é necessário para toda a vida”, disse.
Ademir e Francisco estão entre os 24 alunos entre 59 e 84 anos que participam dos cursos de qualificação, idiomas e no preparatório para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e vestibulares. A diretora da unidade de ensino, Cristina Mello, informa que os alunos são participativos e se destacam nas aulas.
“A escola abre esse leque para que os alunos com a idade mais avançada possam aprender com qualidade. A proposta é atender toda a comunidade de maneira atenciosa”, disse.

Dia internacional da Terceira Idade

Nesta terça-feira (1) é celebrado o Dia Mundial Terceira Idade, para alertar a sociedade sobre os direitos das pessoas idosas. Neste contexto, uma das bandeiras da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) é facilitar o acesso deste público aos cursos de qualificação e no ensino superior.
Um exemplo disso é o Programa Idade Ativa – Universidade Aberta à Terceira Idade, que proporciona convívio acadêmico, social e preparação para ingressar na faculdade. O Programa da Universidade Estadual de Roraima é fruto de uma lei aprovada em 2009, de autoria do presidente da ALE-RR, deputado Jalser Renier (SD).

Texto: Vanessa Brito
Foto: Alfredo Maia
SupCom ALE-RR