Mesmo diante do anúncio da redução de 2,12% na tarifa de energia elétrica em Roraima, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jalser Renier (SD), anunciou que os trabalhos da CPI da Energia Elétrica serão intensificados. Representantes do Poder Legislativo vão a Brasília para participar de audiência sobre o tema, evento previsto para esta quinta-feira (31), no Senado Federal.

No debate está prevista a presença da deputada Betânia Almeida (PV), presidente CPI da Energia Elétrica, criada na Assembleia Legislativa para investigar o setor e buscar tarifas mais justas para os consumidores roraimenses. “Nós fomos convidados pela comissão de energia elétrica do Senado Federal e estamos enviando representantes para o acompanhamento tarifário e da questão política e econômica pela qual passa o Estado na questão de energia elétrica”, destacou Jalser Renier.

A Roraima Energia atende cerca de 164 mil unidades consumidoras, e mesmo com o anúncio na redução das tarifas, a CPI do Sistema Energético continuará cobrando uma tarifa mais justa. Segundo o presidente da Casa Legislativa, Jalser Renier, há ainda outras questões para serem investigadas. “As informações que nós temos, isso precisa ser compactado e devidamente apresentado à sociedade, que a empresa Roraima Energia estaria vendendo agora a hidrelétrica de Jatapu, que é uma propriedade da Cerr”, alertou Jalser Renier.

A audiência pública foi definida nesta terça-feira (29) na Comissão de Fiscalização e Controle (CTFC), onde foi aprovado requerimento para discussão sobre o alto preço e a baixa qualidade da energia elétrica em Roraima. A CPI da Energia Elétrica é presidida pela deputada Betânia Almeida, tem como vice-presidente Gabriel Picanço (Republicanos) e como membros os deputados Eder Lourinho (PTC) e Evangelista Siqueira (PT). Lenir Rodrigues (Cidadania) é a relatora.

Texto: Sueda Marinho

Foto: Jader Souza

SupCom ALE-RR