Pular para o conteúdo

Betânia pede que a Oi Roraima explique motivo da má prestação de serviço

Quem mora em Roraima tem, constantemente, dores de cabeça com a má qualidade da prestação do serviço de internet fibra óptica, ofertado pela empresa Oi Roraima. Os chamados “rompimentos de fibra” ocorrem quase toda semana e deixam a população sem acesso à internet e, até mesmo, ao sistema de telefonia móvel.

Diante desta situação, a deputada Betânia Almeida (PV) apresentou requerimento à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), aprovado pelos deputados na sessão desta quarta-feira (9), pedindo informações sobre o fornecimento dos serviços de fibra óptica pela empresa Oi Roraima.

Entre os questionamentos apresentados pela parlamentar estão a quantidade de interrupções do serviço nos anos de 2020 a 2021, localizações dessas interrupções, condições do cabo que liga Roraima ao Amazonas, se há alternativas para este serviço e qual acordo foi feito com as comunidades indígenas para passagem do cabo entre os dois Estados.

“Estamos com dificuldade em realizar nosso trabalho, apesar de todos esforços que nós fizemos para usarmos as plataformas online, devido a tantas interrupções na internet, e quando ela funciona ainda é insuficiente”, justificou Betânia Almeida.

RECONVOCAÇÃO

Além da internet, os parlamentares aprovaram outro requerimento de autoria do deputado Renato Silva (Republicanos), para convocar o presidente da Roraima Energia, Orsine Rufino, ou o representante, para comparecer à Casa legislativa no dia 16 de junho, às 9h, para esclarecer sobre os descumprimentos à Lei nº 1.389/20, que proíbe a suspensão no fornecimento dos serviços de água e energia enquanto perdurar a pandemia.

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Os parlamentares aprovaram ainda o requerimento, do deputado Éder Lourinho (PTC), para realizar no dia 14 de junho, a partir das 15h, audiência pública híbrida para tratar de questões relacionadas à promoção de políticas públicas com foco na juventude, e conscientização de medidas de prevenção às drogas.

Texto: Yasmin Guedes

Foto: Jader Souza

SupCom ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0