O parlamentar disse ainda que o Governo não tem maioria na Casa e que o G12 não aceitará nenhum tipo de ação agressiva por parte do Governo do Estado.

O deputado George Melo (PSDC) parabenizou a Mesa Diretora pela execução do programa ‘Assembleia ao seu alcance’, realizado na última quinta-feira (31), no município de Rorainópolis, ao sul do Estado, e falou ainda sobre a saída de quatro parlamentares para o grupo governista na Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR). Os temas foram apresentados durante discurso na tribuna na manhã desta terça-feira (5), no plenário Noêmia Bastos Amazonas.

Segundo o deputado, foi importante para a população e para o Poder Legislativo ter toda a estrutura da Assembleia Legislativa próximo ao cidadão, principalmente do interior do Estado. “E nós fomos lá e fizemos uma sessão onde a população participou, perguntas interessantes e que foram direcionadas a nós com a intenção de resolver os problemas do Estado”, lembrou George Melo.

Os pedidos giraram sobre necessidades básicas para melhorias em Saúde, Educação e acesso por estradas e vicinais, feitos por pequenos produtores da região que sentem a dificuldade em escoar a produção. “Senhoras e senhores, a gente faz a nossa parte, fiscaliza, mas, infelizmente, não só nós, mas os órgãos de controle estão sendo ludibriados por esse governo”, complementou o deputado.

George Melo aproveitou para falar que em breve, o ‘Assembleia ao seu alcance’ chegará a outros municípios do interior para fazer política pública séria. “Costumo dizer que essa Casa quando foi recebida, tinha dívidas, tinha compromissos e essas coisas todas foram sanadas. Hoje, a Assembleia faz um grande trabalho e vamos a vários outros municípios”, reforçou. Para o parlamentar, as necessidades da população vão além de cortes de cabelo ou realização de casamentos em caravanas, mas sim de trabalho, pontes, estrada com qualidade, merenda e professor na escola.

Outro ponto abordado por George Melo, foi relacionado ao saída de quatro parlamentares do grupo independente, antes G16, para a base governista, hoje o G12. “Perdemos quatro deputados, isso aqui é democracia vai quatro pra lá, quatro pra cá, pode vir mais, mas a resistência, a nossa opinião crítica não podemos deixar de nos manifestar”, disse.

O deputado disse ainda que o Governo não tem maioria na Casa e que o G12 não aceitará nenhum tipo de ação agressiva por parte do Governo do Estado. “Quero dizer aos colegas que se fizerem uma reflexão e quiserem voltar, as portas estão abertas”, anunciou.

Por Yasmin Guedes

SupCom/ALE-RR