O parlamentar também abordou sobre as principais e as mais comuns reclamações da população que vive no interior do Estado.

O deputado Izaias Maia (PRTB) usou a tribuna na manhã desta terça-feira, 05, para chamar novamente a atenção das autoridades para a situação energética do Estado de Roraima. Ele aproveitou para relembrar e convidar a população em geral para participar no próximo de 13 de setembro de uma audiência pública que discutirá a problemática do sistema energético de Roraima, com o intuito de encontrar soluções efetivas para o setor.

“O desrespeito continua grande e o prejuízo está levando o povo ao desespero, porque não tem a quem apelar. Ninguém vê as autoridades dizendo nada. A conversa de sempre é que uma comissão está vindo ver o que está acontecendo, constatar o que todo mundo já sabe há anos”, criticou o parlamentar, ao salientar que ninguém usa os espaços da comunicação, inclusive o comandado por ele, em que atua como apresentador, para dar uma satisfação à população.

Lembrou que as obras do Linhão de Tucuruí continuam paralisadas. “O líder dos indígenas, Porfírio de Carvalho, morreu e os índios estão esperando passar a tristeza da morte do Porfirio. A informação que se tem é que a tristeza pode levar anos, e nós vamos chorar também porque não teremos a energia. Está na hora das autoridades federais fazer alguma coisa pela nossa energia. Minha parte estou fazendo”, afirmou, ressaltando que enquanto Roraima padece com a falta de energia elétrica, a imigração venezuelana continua desordenada.

O parlamentar também abordou sobre as principais e as mais comuns reclamações da população que vive no interior do Estado, que sofre com a falta de estrutura proveniente das vicinais e das pontes quase que intrafegáveis. “Estou gravando vídeos e tirando fotos em todo o interior do Estado de pontes quebradas e vou encaminhar à governadora para que providências sejam tomadas, porque o povo do interior está em desespero com relação a essas vicinais pequenas, que com cinco carradas de piçarra resolveria o problema”, justificou Izaias Maia.

Diante das novas composições anunciadas que mudaram o cenário político local, Maia fez questão de frisar que é independente e que registrará as dificuldades dos produtores porque essa também é uma das atribuições do parlamentar. “Não tenho lado político, mas vou encaminhar para a governadora para ver se ela faz alguma coisa pelo Estado de Roraima. Se não fizer, vou ao rádio e à televisão, porque estará tudo documentado, mostrar que foi pedido e nada foi feito”, enfatizou.

 

Por Marilena Freitas

SupCom/ALE-RR