Aprovado por unanimidade o projeto de decreto legislativo que declara de utilidade pública a Associação Roraimense de Fanfarras e Bandas (ARFABAN). De autoria da deputada Lenir Rodrigues (PPS), a aprovação da proposta ocorreu nesta terça-feira, 14, durante sessão plenária na Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR). Há sete anos foi criada essa entidade, com a finalidade de fortalecer o movimento de fanfarras em Roraima, sejam elas escolares, independentes, de associações ou comunitárias.

Com a aprovação do projeto, a ARFABAN terá mais oportunidades para angariar recursos públicos para execuções de projetos, bem como ampliar o acesso de mais jovens a educação musical, aquisições de equipamentos e investimentos em capacitações de regentes e alunos. “Atendemos a mais ou menos, de dois a três mil alunos englobando o movimento de fanfarras e de bandas. Temos hoje as fanfarras escolares, as independentes, comunitárias e a Banda do IFRR [Instituto Federal de Roraima]”, explicou o presidente da Associação, Magdiel de Araújo.

Além do ensino musical, a associação trabalha ainda com a realização de cursos, workshops e festivais cuja finalidade é fortalecer os projetos desenvolvidos dentro da entidade que é sem fins lucrativos. “A partir da utilidade pública dará acesso a um leque de recursos públicos e vai poder fomentar de uma melhor forma esse ensino musical em nosso estado”, complementou Araújo.

A Associação Roraimense de Fanfarras e Bandas funciona no Terminal do Caimbé, na avenida dos Imigrantes, sala 32, no primeiro piso. “Quem quiser informações, participar dos projetos da ARFABAN, as fanfarras independentes, pode entrar em contato conosco na sede, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h”, explicou o presidente da entidade.

Para a deputada Lenir Rodrigues, essa aprovação significa o reconhecimento às atividades promovidas pela entidade em prol das crianças e adolescentes em Roraima. “Ela presta relevantes serviços ao Estado de Roraima ocupando os jovens, dando educação musical de forma qualificada e é uma associação da sociedade civil que merece o respeito de toda a nossa sociedade”, contou a parlamentar.

E para demonstrar os trabalhos, a ARFABAN levou a galeria do plenário Noêmia Bastos Amazonas uma amostra da Banda Marcial Estrela do Norte com a execução da música ‘Terra Sagrada’.

Por Yasmin Guedes

SupCom/ALE-RR