A equipe técnica do Fiscaliza Roraima, programa da Assembleia Legislativa, realizou uma ação de orientação a moradores do conjunto Pérola do Rio Branco, nesta terça-feira (3). Além de explicar sobre a forma correta de realizar uma denúncia, os moradores foram orientados sobre o papel do programa junto à comunidade. Durante a ação, as reclamações mais recorrentes estão ligadas a falta de iluminação, segurança pública, infraestrutura e escolas.

Esta foi a segunda localidade a receber as ações na capital. A advogada do Fiscaliza Roraima, Renata Souto, explicou que as ações têm se concentrado nos locais com mais denúncias. “Nós buscamos essa aproximação com a população porque fica mais fácil detectar os problemas e buscar soluções.”

Ela explica que o programa é uma ferramenta para que a Assembleia Legislativa execute sua atribuição fiscalizatória. “Somos responsáveis pela fiscalização de serviços públicos, ou seja, questões de iluminações, ruas, drenagem, asfalto, drenagem, atendimento em hospitais, segurança pública”, apontou.

Há quatro anos no bairro, a dona de casa Michely Reis explica que a falta de escolas e postos de saúde no local tem prejudicado a comunidade. “A gente vai daqui pro Nova Cidade [bairro vizinho] e lá eles têm que atender Bela Vista e o Pérola todinho”.

Além disso, ela aponta que desde que mora no local, aguarda a finalização da obra de uma creche que o município nunca terminou. “A demanda aqui de crianças é muito grande e não tem vaga na escola daqui para atender toda a população. Eu não tenho transporte, então minha filha menor está sem estudar”.

Para ajudar em casos como o de Michely Reis, o Fiscaliza Roraima busca verificar a qualidade dos serviços oferecidos à comunidade. Por isso, é importante que a população leve essas demandas ao programa. As reclamações podem ser formalizadas pelo número 98402 1735, site www.fiscalizarr.com.br ou pessoalmente na rua Agnelo Bittencourt, 232, centro.

Texto: Bárbara Araújo

Foto: Alfredo Maia

SupCom ALE-RR