Governo do Estado terá até 10 dias para indicar outro nome ao cargo

Por 8 votos a 12, foi rejeitado pela Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) o nome de Mariana Ferreira Poltronieri, indicada pelo Governo do Estado para a presidência da Junta Comercial de Roraima (Jucerr). Ela havia sido aprovada na Comissão Especial Externa que a sabatinou, no entanto, o nome foi recusado pelo plenário nesta terça-feira (3).

O deputado estadual Renato Silva (Republicanos) foi o único a se manifestar em plenário sobre o nome indicado. Ele explicou o motivo de seu voto contrário, por entender que o trabalho executado pela presidente interina não tem sido eficaz e pontou irregularidades. “Em seis meses no cargo já tem indícios de corrupção”, disse o parlamentar.

Segundo o artigo 33, inciso 18, da Constituição do Estado de Roraima, o governador é obrigado a submeter à análise da Casa Legislativa os nomes das autoridades nomeadas como membros do Tribunal de Contas do Estado, titulares da Defensoria Pública, fundações públicas, autarquias e empresas de economia mista.

Com a rejeição pelos parlamentares, o Executivo terá até 10 dias para encaminhar ao Poder Legislativo outro nome para apreciação da Comissão Especial e Externa e votação em plenário.

Junta Comercial

A Jucerr é a porta de entrada e saída para qualquer empresa que queira iniciar ou encerrar um empreendimento. A instituição tem 44 anos de atuação no Estado. Como autarquia estadual, goza de autonomia administrativa e financeira.

Foto: Alex Paiva

SupCom ALE-RR