Alegria, diversão, aventura, mistério, palhaços e imaginação. Tudo isso o público pode esperar do espetáculo “Um Sonho de Natal: Abrindo Caminhos para a Magia do Circo”, neste domingo (22). O espetáculo dos alunos do programa Abrindo Caminhos, da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) será realizado no auditório do CAF (Centro Amazônico de Fronteiras), da Universidade Federal de Roraima (UFRR).

O evento marca o encerramento da programação de Natal da ALE-RR. Serão apresentadas duas sessões: uma às 17h, voltada aos familiares dos inscritos no programa Abrindo Caminhos, e às 19h30, aberta ao público, gratuitamente.

O público embarcará em uma aventura cheia de emoções. O espetáculo vai contar a história de dois irmãos, que na noite de Natal, são surpreendidos por um movimento de pessoas e um barulho no final da rua de casa. As duas crianças, movidas pela curiosidade, descobrem que estão montando um circo na região, e acabam entrando no espaço.

“Então, eles resolvem adentrar nesse ambiente, e ficam encantados com a lona, os artistas e tudo o que veem ali. Só que dentro dessa história, existe um ‘quê’ de tristeza, porque as crianças passam por um certo problema que o público apenas saberá, se for assistir ao espetáculo. Posso dizer que tem muita cor, luz, alegria e emoção”, contou a professora de teatro, Kaline Barroso.

O espetáculo possui a duração de uma hora, e mistura dança aérea, encenação de animais por atores do programa, canções clássicas infantis e natalinas. Para essa performance estão participando mais de 700 crianças e adolescentes de modalidades como jazz, balé, ginástica rítmica, teatro e coral. Além de professores, convidados e outras profissionais na produção dos materiais de encenação e figurinos, que levaram seis meses.

Preparação

Antes do espetáculo, existe um trabalho de dedicação. Os alunos estão se preparando há quatro meses, e neste mês a instituição realizou os ensaios com as modalidades separadamente, e neste sábado (21) os participantes estão fazendo os últimos ajustes em um ensaio geral.

“É um momento de grande expectativa, afinal de contas as crianças passam o ano inteiro, tendo aulas, aprendendo com seus ofícios de cantar, dançar e fazer teatro, e no final do ano vem essa culminância de juntar todas as modalidades. Eles ficam muito entusiasmados”, explicou a professora de teatro.

Texto: Vanessa Brito

Foto: Isaias Amaral 

SupCom ALE-RR