Com a suspensão das aulas em toda a rede estadual e municipal por conta da pandemia do coronavírus, algumas famílias precisam usar a criatividade para entreter os filhos em casa. Além de brincar, nesses dias de isolamento os pais podem aproveitar para interagir, observar mais o comportamento das crianças e fortalecer os vínculos familiares.

Para Camila Sales, psicóloga do programa Abrindo Caminhos, da Assembleia Legislativa de Roraima, embora seja benéfico realizar atividades lúdicas com as crianças, é importante não deixar outras tarefas de lado.

“Brincar é a principal dica nesse momento, mas é importante não esquecer dos estudos. Os pais podem dividir o tempo entre brincar e estudar”, explicou.

Além da brincadeira, os pais podem aproveitar para observar o comportamento do filho, como as coisas que ele fala e o nível de tolerância diante de uma frustração quando ele perde em brincadeira, por exemplo. “Podemos encontrar momentos de ensino em várias partes do dia. Com a correria, muitas vezes os pais perdem coisas importantes dos filhos, ou muitas vezes nem sabem de habilidades que a criança tem”, pontuou Camila.

Atividades e rotina

De acordo com a especialista, incentivar a criança a ajudar nas tarefas domésticas também pode ser uma boa maneira de tirá-la do tédio. Esse momento proporciona uma aprendizagem sobre autonomia e responsabilidade, além de fortalecer os vínculos dentro de casa.

Outra dica dada pela psicóloga é manter uma rotina diária, como os horários para sono, alimentação e banho, para que o pequeno perceba que essa não é uma pausa de férias comum. O que muda na programação são as horas de brincadeira, seja com os pais, irmãos ou sozinho.

O diálogo é a melhor forma de evitar pânico nas crianças durante essa pandemia. É importante que os pais orientem os filhos sobre os hábitos de higiene. Além disso, à medida que a criança apresentar dúvidas, é importante responder. “Estar dentro de casa dá uma falsa impressão de bolha de proteção, mas precisamos tomar todos os cuidados. Insira a criança na rotina de higiene, ensine a lavar as mãos corretamente e usar álcool em gel. Todas as medidas de prevenção são necessárias”, complementa a psicóloga.

Brincadeiras sem custo

O recreador infantil do Programa Abrindo Caminhos, Valdercley Santos, dá dicas de como os pais podem usar esse tempo, para aprender junto com os filhos. Pesquisar brincadeiras na internet pode ser uma boa opção. “Vá na internet e pesquise sobre uma brincadeira que você não conhece, brinque e aprenda com o seu pequeno.”

Outra dica é usar da criatividade para fazer brinquedos manuais, como uma massinha caseira, carrinho de papelão, barquinho de papal, entre outras opções. “Use a imaginação do seu filho. Não compre brinquedos. Vocês dois podem fazer vários brinquedos juntos, sem precisar gastar”, concluiu. Confira no Instagram da Assembleia Legislativa, dicas de brincadeiras caseiras e baratas para este período

(https://www.instagram.com/p/B94DqOglD3W/?igshid=h37wnkovd57z

Texto: Ana Lucia Montel

Foto: Alfredo Maia

SupCom ALE-RR