“Cai o sol na Terra de Makunaima. Boa Vista no céu, lua cheia de mel”. Esse é o primeiro verso da música Makunaimando, de Zeca Preto e Neuber Uchôa, que praticamente todo roraimense – ou roraimado – tem na ponta da língua. E foi para enaltecer este verdadeiro patrimônio da cultura local que o coral do programa Abrindo Caminhos, da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), produziu um vídeo em que 16 alunos interpretam essa canção em um coral virtual.

A apresentação foi organizada pelos regentes Silvandro Barros e Kastorijane Oliveira, com teclado e edição feitas pelo professor Israel Mafra. Para chegar neste resultado, as crianças gravaram um vídeo em casa com ajuda dos pais.

A música faz parte do repertório do coral e foi escolhida porque é uma das que as crianças estão mais familiarizadas e mais gostam de cantar. Para Silvandro, a produção animou as famílias neste momento de distanciamento social. “Vimos com essa gravação, a importância de manter as crianças com a mente ocupada com as atividades, nesse momento que estão distantes das escolas e dos amigos.”

O termo Terra de Makunaima faz referência a uma região indígena do Alto São Marcos, espaço que faz fronteira com a Venezuela. A canção expressa os elementos do Estado, retrata a beleza e o amor pela terra, fortalecendo a identidade do povo roraimense. A população pode assistir o vídeo nas redes sociais do Poder Legislativo (@assembleiarr). Confira https://youtu.be/0dpEKT9YFVk.

Compositor diz que iniciativa valoriza a cultura roraimense

Para o cantor Neuber Uchoa, um dos compositores da música, ao ver os jovens e crianças apresentando essa música, os sentimentos são de realização, alegria e orgulho por contribuir para a valorização da cultura roraimense. “É o máximo de emoção que a gente pode sentir, porque lá no início a gente já era visionário, a gente sabia que se não desistisse, quarenta anos depois, a gente estaria colhendo os frutos”, disse.

A música foi escrita em 1991 para um festival, no auge do movimento cultural Roraimeira, que surgiu na década de 80, para enaltecer as belezas do Estado, com influência indígena e caribenha. “A partir daí outros artistas de outras áreas agregaram seus valores no movimento, que tinha a função de valorizar a nossa estética, porque a gente optou por isso, falar sobre o belo”, lembrou.

Essa não é a primeira vez que o Poder Legislativo se inspira no trabalho musical de Neuber Uchoa. No mês de maio, o artista participou da campanha Tudo Isso Vai Passar, produzida pela Assembleia Legislativa, também com a participação de alunos do coral e servidores, para passar uma mensagem de otimismo, de que a população unida na prevenção pode superar o covid-19. (Assista aqui https://www.youtube.com/watch?v=-lfVSwdvTy4 ).

Abrindo Caminhos

O coral pretende produzir mais vídeos. Atualmente são 166 alunos matriculados nesta modalidade. Essa é apenas uma das atividades a distância desenvolvidas pelos professores do Abrindo Caminhos. Em razão da pandemia, as aulas presenciais estão suspensas, seguindo a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A instituição da Assembleia Legislativa de Roraima atende alunos de 5 a 17 anos, com aulas de balé, ginástica rítmica, jiu-jítsu, jazz, informática, teatro, violão, karatê e informática.

Texto: Vanessa Brito

Foto: Reprodução

SupCom ALE-RR