Pular para o conteúdo

Proposta aprovada na Assembleia Legislativa viabiliza oferta de carga horária para educação a distância nas instituições com ensino técnico integrado

A pandemia do novo coronavírus obrigou governos e instituições a adotarem medidas estratégicas de ensino, entre elas o uso da tecnologia a favor da educação de crianças, jovens e adultos. Neste contexto, os deputados aprovaram nesta quarta-feira (17) com 16 votos favoráveis, na Assembleia Legislativa de Roraima, o projeto de lei para regulamentar a carga horária na modalidade EaD (Ensino a Distância) em cursos na educação profissional técnica de nível médio, do Sistema Estadual de ensino em Roraima.
A matéria legislativa foi apresentada pelo deputado Renan Filho (Republicanos) e recebeu duas emendas impositivas. Com isso, autoriza o governo do Estado a definir que as instituições do Sistema Estadual de Ensino ofereçam na grade curricular até 40% dos conteúdos na modalidade a distância e proíbe o uso deste tempo para atividades práticas.
“A ampliação da carga horária EaD fortalecerá a oferta de ensino híbrido, uma das principais tendências da educação no século 21”, defendeu o deputado Renan Filho na justificativa do projeto de lei. Para manter a qualidade neste ensino, é preciso que professores e alunos usem de tecnologias e metodologias para tornar a sala virtual um ambiente seguro e completo na educação.
Texto: Yasmin Guedes
Foto: Eduardo Andrade / Marley Lima
Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0