Pular para o conteúdo

BRASIL-GUIANA
Deputado Chagas pede reabertura da fronteira para reaquecer comércio de Bonfim

Na sessão desta quarta-feira (15), o deputado Coronel Chagas (PRTB) usou a tribuna para pedir apoio a empresários e moradores de Bonfim a fim de que a fronteira entre o Brasil e a Guiana seja reaberta de forma gradual para que o comércio seja restabelecido.

O parlamentar ressaltou que, além de Bonfim ter vocação para a produção de grãos, abrir a fronteira, fechada desde 2020 em razão da pandemia, vai voltar a atrair milhares de turistas que, semanalmente, compravam na cidade guianense de Lethem e, consequentemente, movimentavam a economia de Roraima.

Na terça-feira (14), empresários, vereadores e os prefeitos de Bonfim e Lethem (localizada a pouco mais de 130 quilômetros de Boa Vista) se reuniram para discutir um plano de retorno do comércio fronteiriço.

“Levando em conta o avanço da vacinação e que o comércio em Roraima não parou totalmente, avalio como possível este plano de retomada. A proposta é que a fronteira seja aberta gradualmente, pelo menos três vezes por semana, e gere emprego e renda para as famílias de Bonfim”, disse Chagas.

No município brasileiro, da população apta a receber a vacina contra a covid-19, cerca de 80% estão imunizados com a primeira dose e quase 30% com a segunda, conforme o Portal da Transparência do Governo do Estado. Chagas explicou que será obrigatória a apresentação do cartão de vacina para entrar em Lethem, bem como o uso de medidas sanitárias recomendadas pelo Ministério da Saúde.

O decorador autônomo Rozenildo Ramos é morador de Bonfim e iria completar dois anos de trabalho em uma loja de decoração em Lethem. Ele contou que foi um choque receber a notícia de que não poderia mais trabalhar no local devido à pandemia e ao fechamento da fronteira.

“Todos nós, da empresa, ficamos sem saber o que fazer na época. Hoje, consigo faturar com decoração, mas, por ser um município pequeno, não é suficiente para manter uma renda que eu gostaria. Caso a fronteira seja reaberta, vai contribuir positivamente com o poder econômico de nossa cidade”, ponderou Ramos.

Em aparte, o deputado Gabriel Picanço (Republicanos) disse estar de acordo com a abertura da fronteira, considerando também a falta de movimentação do comércio na estrada que leva a Lethem, mais especificamente o km 100, onde há uma lanchonete que está deserta por falta de clientes, deixando famílias sem o sustento diário.

“Sugiro ainda a abertura da fronteira a semana inteira. Creio que todos nós já estamos adaptados às medidas de defesa sanitária e esse é o melhor caminho para a reativação da economia”, concluiu Picanço.

Texto: Amanda Teixeira

Fotos: Marley Lima / Tiago Orihuela

SupCom ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0