Pular para o conteúdo

‘FILHOS DE MARIA’
Centro Humanitário de Apoio à Mulher participa de capacitação para redução da violência doméstica

Nesta quarta (23) e quinta-feira (24), o Centro Humanitário de Apoio à Mulher (Chame) participa da capacitação “Filhos de Maria”, alusiva aos 21 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher, promovido pelo Ministério Público de Roraima (MPRR), em parceria com ONGs (organizações não governamentais) e os Poderes Executivo e Judiciário.

A programação se iniciou com apresentação de músicas interpretadas pela cantora Euterpe, entre elas a canção “Eu tenho a Maria Penha para me ajudar”, de George Farias e Eliakin Rufino, e depois seguiu com palestras sobre o tema.

“É uma satisfação participar deste evento voltado para a nossa área, que tem o apoio do MP para combater, nesta semana de ativismo, a violência contra a mulher. É um enriquecimento e conhecimento em busca de melhores atendimentos”, contou a diretora do Chame, Aldenize Barros.

 

Conforme Lucimara Campaner, promotora de Justiça da Promotoria de Defesa da Mulher, “Filhos de Maria” é uma proposta de atenção aos homens autores de violência doméstica.

“O sentido é somar forças e nos unirmos no propósito comum, que é a tentativa de redução desse tipo de crime e, também, interromper essa escalada de agressões para evitar mortes desse gênero e o feminicídio”, explicou a promotora.

 

 

 

O evento contou ainda com a presença da promotora de Justiça da Bahia Sara Gama, que apresentou o projeto “Luto por Elas”. Idealizado por ela e pelo diretor da Infância, Adolescência e Juventude da Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude de Salvador, Euvaldo Jorge, o programa visa sensibilizar homens e mulheres no enfrentamento da violência doméstica e familiar.

A programação seguirá até às 12h desta quinta-feira, no auditório do Instituto de Pesos e Medidas de Roraima (Ipem-RR), localizado na Avenida Surumu, 1719, São Vicente.

 

Chame

 

O órgão ligado à Procuradoria Especial da Mulher, da Assembleia Legislativa (ALE-RR), atua no acolhimento e atendimento personalizado às vítimas de violência doméstica, seja ela física, psicológica, sexual, entre outras, com vistas a garantir os direitos da vítima, bem como o encaminhamento aos órgãos competentes e orientações jurídicas.

A unidade funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h (sem intervalo para o almoço), na Avenida Santos Dumont, nº 1470, bairro Aparecida, e no ZapChame ([95] 98402-05020

Filhos de Maria’

 

O programa fomenta a política reflexiva de reeducação do homem, com base na Recomendação nº 93/2022, do Conselho Nacional do Ministério Público, que indica aos órgãos do MP com atuação no enfrentamento da violência contra as mulheres a implementação de projetos de recuperação do agressor e outras providências.

 

Texto: Suzanne Oliveira

Fotos: Eduardo Andrade

SupCom/ALE-RR

Compartilhar
banner assembleia 120x600 ou 160x600

Arquivos

banner assembleia 120x240
banner assembleia 125x125

0