Aos 24 anos, Anaíne de Souza não sabia manusear um computador, uma ferramenta importante hoje em dia, seja para se comunicar ou fazer trabalhos. Por isso ela decidiu fazer o curso de Informática Básica ofertado pela Escola do Legislativo em Alto Alegre. Agora, depois de passar pela qualificação ela está pronta para repassar o que aprendeu em sala de aula. Durante a I Feira Cultural do Núcleo da Assembleia Legislativa no município ela pôde compartilhar o aprendizado.

“A gente avança e tem mais aprendizado. Eu não sabia mexer em nada, mas hoje eu sei, hoje eu faço meus trabalhos sozinha”, contou a estudante.

O momento serviu para que a população local pudesse conhecer as atividades oferecidas no Núcleo. A artesã Marinalva Moreira aproveitou para prestigiar o filho que estava apresentando sobre a língua inglesa. Ela ressalta que a presença da unidade tem transformado a vida dos jovens. “Os pais que tem filhos recebendo medalhas, certificados, é um orgulho muito grande”.

Os alunos montaram estandes para mostrar aos visitantes o trabalho desenvolvido em cada curso. Além disso, houve apresentação da ginástica rítmica, orquestra de violões e flauta, torneio de jiu-jítsu e futebol, além da entrega de mais de 700 certificados. Estiveram presentes ainda os moradores da comunidade indígena Sucuba com um estande de artesanato.

A ginasta Ângela Souza encantou o público com seus movimentos ao som da música Pantera Cor de Rosa. A menina participa da atividade desde o início do projeto. Para ela, essa é a hora de mostrar o talento que está sendo aperfeiçoado nas aulas de ginástica. “Eu me sinto à vontade, eu danço mais, fico inspirada na música e me sinto mais alegre”.

Mais de 100 pessoas prestigiaram a Feira Cultural realizada nesta sexta-feira (27). A proposta foi promover um ambiente de integração com a comunidade, como explicou o coordenador do Núcleo Francisco Kleber Valhões. “É hora de confraternizar e mostrar o que aprenderam ao longo do ano.”

Texto: Bárbara Araújo

Foto: Eduardo Andrade

SupCom ALE-RR