Parlamentar falou sobre a necessidade da regularização de terras, especialmente em Rorainópolis

A ausência de regularização das terras em Roraima, especialmente na região Sul, tem prejudicado a exportação de madeiras para outros estados. A informação foi repassada pelo deputado Renato Silva (Republicanos), na sessão plenária desta terça-feira (2), na Assembleia Legislativa.

“As madeireiras legais estão com dificuldade para vender madeira porque as terras de Roraima não estão regularizadas”, lamentou. Ele afirma que o setor madeireiro é importante para a economia de Roraima, que segundo afirmou, ainda gira em torno do contracheque. “A única economia de Rorainópolis é a extração de madeira. Precisamos dar, com urgência, condições para o povo de Roraima trabalhar”.

Renato Silva agradeceu o empenho da Mesa Diretora do Poder Legislativo em abrir espaço na Assembleia Legislativa, reunir representantes da bancada federal e órgãos públicos em audiência pública para discutir as transferências de terras da União para o estado. “Quero deixar a minha indignação e digo ao povo de Rorainópolis que a questão das terras é competência da União, mas trabalharei pelo meu povo”.

Emendas

Com a aproximação da votação da Lei Orçamentária Anual (LOA), Renato Silva informou que entre as emendas parlamentares, destinará R$ 1,6 milhão para construção de uma delegacia de Polícia Civil em Pacaraima e de R$ 1,9 milhão para construção e reforma do Hospital em Iracema.

Texto: Yasmin Guedes

Foto: H.Emiliano

SupCom ALE-RR