O atendimento pode conquistar ou afastar o cliente de uma empresa. Para quem deseja melhorar isso, as professoras da Escola do Legislativo apontam os erros e os acertos na hora de recepcionar o público. A instituição está ofertando cursos virtuais nessa área até hoje (02).

Gostar de pessoas é o primeiro requisito, citou a professora do curso de Atendimento ao Público, Luanda Cavalcante. “Tem que ser cordial, tem que ser simpático, tem que dar um espaço para o cliente, para saber o que ele quer, conversar, fazer as perguntas certas, então tudo isso aí, são características de um bom atendimento.”

Empatia é outro ponto que o profissional precisa exercitar. “Se coloque no lugar daquele teu cliente, como você gostaria de ser tratado? Como você gostaria de ser atendido?”. Receber o cliente com um sorriso é outra dica, pois transmite simpatia e acolhimento. Ela apontou que as empresas estão buscando profissionais que tenham esse perfil.

Já os erros que devem ser evitados no atendimento, o primeiro é o mau humor. “As pessoas estão sempre mau humoradas, não sorriem, não são cordiais, parece um robô. ‘Bom dia, a senhora deseja alguma coisa?’”. O segundo é mexer no celular na hora que tiver atendendo o cliente. “Então, a partir do momento que o cliente chega as atenções têm que ser voltadas para ele.”

O atendimento além de fidelizar o público, também ajuda a melhorar as vendas de uma empresa. “Porque quando eu conheço o meu cliente, eu conheço as necessidades dele, então automaticamente eu vou ter produtos ou serviços que sejam direcionados para ele. Então, para vender mais eu preciso ter foco sim no cliente”, explicou a professora do curso de Técnicas de Vendas, Nivia Santana.

Principal erro

Nesta área, a professora destacou um erro recorrente em Boa Vista, é quando o cliente chega na empresa e abordar um funcionário que não atua no atendimento.  O funcionário no lugar de guiar a pessoa para o atendente, acaba o abandonando no estabelecimento. “Isso não pode acontecer, se o cliente chega em uma organização e procura alguém, ele tem que ser atendido. Se eu não consigo atender aquela demanda, eu levo o cliente até quem possa resolver, não deixo o cliente solto.”

Quem já participou dos cursos da Escola foi a empreendedora Rafaelle Sousa, de 18 anos. Ela começou a vender roupas femininas há dois anos como “sacoleira” e neste ano abriu a loja física. A jovem contou que as aulas ajudaram a se preparar para essas mudanças, a divulgar os produtos pelo Instagram, e a dica que coloca em prática é dedicar atenção ao cliente na hora da compra. “Além de clientes são nossos amigos. Então, a gente fideliza, tem toda uma atenção especial.”.

Cursos

Quem quiser saber mais, a Escola do Legislativo está ofertando até hoje (2) os cursos virtuais de Técnicas de Vendas e o Atendimento ao Público. As inscrições ocorrem pelo site da Assembleia Legislativa de Roraima (www.al.rr.leg.br). Ainda tem cursos na área da saúde, administração, produção de vídeos e marketing, somando mais de 6 mil vagas. Os interessados podem escolher até três modalidades. As aulas iniciam na próxima segunda-feira (5).

 

Texto: Vanessa Brito

Foto: Eduardo Andrade 

SupCom ALE-RR