Pular para o conteúdo

Aurelina apresenta indicações para recuperação de pontes e vicinais no interior

Mais de dez indicações da parlamentar, foram lidas na sessão desta terça-feira, 30.

A deputada Aurelina Medeiros (PTN)apresentou esta semana 12 indicações ao Poder Executivo. Grande parte delas, direcionadas a reforma de pontes e recuperação de vicinais no interior Roraima. Dentre elas, está a reconstrução da ponte sobre o igarapé do Sabino, localizada na Vicinal 01, Confiança 03, município de Cantá.

Ainda neste município e na mesma vicinal, a deputada sugere que seja recuperada a ponte sobre o igarapé do Camilo. No município de Mucajaí, na região Sul de Roraima, Aurelina pede  ao Executivo que faça obras nas vicinais 02 e 03 da Colônia Samauma e que recupere a ponte localizada na vicinal 04, na mesma localidade.

Ela explica que essas indicações, nada mais são do que fruto de todo um trabalho realizado no Estado inteiro. “Pela minha vinculação com o setor agrícola, de quase quarenta anos, percorremos todos esses municípios, para verificar de perto as estradas e pontes que necessitam de recuperação imediata. Temos equipes específicas para esta finalidade e percorremos todas as vicinais, para identificarmos os problemas, principalmente nesse período de inverno”, justificou a deputada.

É neste período de chuvas intensas, segundo Aurelina, que aparece a maioria dos problemas, e que também é possível identificar as localidades mais atingidas.  “É quando passam a ter estradas interditadas, pontes de madeira intrafegáveis, dentre outros problemas”, detalhou a deputada, ao reforçar que ela, acompanhada de toda assessoria técnica, percorrem frequentemente o interior do Estado, na tentativa de encaminhar as demandas, principalmente dos produtores que necessitam de estradas e pontes para trabalhar.

As indicações foram lidas durante a sessão desta terça-feira, 30, na Assembleia Legislativa de Roraima. O próximo passo agora é encaminhar ao Governo do Estado para que ele tome ciência e posteriormente, as providências necessárias.

 

Por Tarsira Rodrigues

SupCom/ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0