NOVEMBRO ROXO

‘Dia Estadual da Prematuridade’ é aprovado na Assembleia Legislativa

Fotos: SupCom ALERR

Por decisão unânime, os deputados aprovaram na manhã dessa quarta-feira (22), na sessão plenária da Assembleia Legislativa de Roraima, o projeto de lei nº 124/2017, de autoria da deputada Ângela Aguida Portella (PSC), que cria o ‘Dia Estadual da Prematuridade’ e incentiva a realização de ações preventivas ao parto prematuro em Roraima. A matéria seguirá para sanção governamental.

O projeto direciona o dia 17 de novembro como o ‘Dia Estadual da Prematuridade’ e intitula o mês como ‘Novembro Roxo’, cujo foco está na conscientização sobre os riscos ao parto antecipado, assistência, proteção, promoção e sobre os direitos da mãe e do bebê. Além disso, fica a cargo de gestores públicos, como o Executivo, Legislativo e Judiciário, bem como movimentos sociais e instituições privadas, a promoverem palestras, atividades educativas, campanhas de mídias e a iluminação dos prédios na cor roxa.

A ideia, segundo a autora da matéria, é chamar a atenção de toda a sociedade para todos os aspectos que envolvem o bebê prematuro. “Hoje, 50% das mortes de crianças de 0 a 1 ano de idade são advindas do nascimento prematuro e nós temos que buscar ainda leis que contemplem as mães de bebês que nascem prematuros”, comentou Angela Aguida.

Outra ideia do projeto de lei é fomentar a doação de leite materno, único alimento permitido aos bebês prematuros. “Porque as crianças que nascem prematuras elas não podem se alimentar de outros leites, a questão de prematuridade precisamos conhecer bastante esse sobre tema”, disse a parlamentar.

Yasmin Guedes

SupCom ALERR

Em: 22.11.2017