Os pais e mães de alunos que frequentam o programa Abrindo Caminhos da Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR) irão participar de uma roda de conversa. A ideia é ouvir a opinião dos familiares sobre o que o programa representa na vida dessas crianças e adolescentes. O evento acontecerá no dia 14, às 19h na sede do programa, localizada na avenida São Sebastião, 883 – bairro Cambará, zona Oeste de Boa Vista.

Com o tema ‘Um olhar sobre o caminho percorrido’, as discussões serão conduzidas pelas psicólogas Lauany Leal e Camila Sales e pela assistente social Leila Melo. “Vamos sentar com os pais para um momento de reflexão para saber o que mudou na vida dessas crianças e adolescentes nesse primeiro do ano do Abrindo Caminhos. Saber da rotina, se eles notaram diferença no comportamento, se a qualidade de vida deles melhorou”, explicou Camila.

Ela disse ainda que a abordagem será por meio de orientações para que eles possam se sentir à vontade para conversar sobre a vida familiar e o que o programa representa para eles hoje. “Será um acompanhamento geral, sobre o que melhorou e o que ainda pode melhorar. Todos terão a oportunidade de contar suas histórias e dividir as experiências durante o papo”, detalhou a psicóloga.

Sobre o tema, a psicóloga Lauany destacou que é importante ter um feedback dos pais. “Queremos saber de que forma o Abrindo Caminhos está influenciando na vida da família. Teremos uma roda de conversa breve, lúdica, mas é preciso ter essa interação com os pais, pois queremos alcançar o pensamento deles e facilitar assim essa troca de informação, de conhecimento, de comportamento”, contou.

A psicóloga comentou que serão abordados diversos assuntos, inclusive um que fale sobre a participação da família na vida educativa da criança, não só relacionado ao programa Abrindo Caminhos, mas também saber como está a situação na escola, por exemplo.

Para participarem, os pais ou responsáveis terão que realizar o preenchimento de uma ficha disponível no próprio Abrindo Caminhos até o dia 14. O cadastro é necessário conforme explicou Camila, para que elas possam conhecer um pouco da vida desses pais e mães.

Por Tarsira Rodrigues

SupCom/ALE-RR