O deputado Izaias Maia (sem partido) usou a tribuna durante a sessão ordinária desta terça-feira, 26, e falou sobre o recente episódio da expulsão do embaixador brasileiro na Venezuela, Ruy Pereira, ocorrida no sábado, 23, em decisão anunciada por Delcy Rodríguez, presidente da Assembleia Nacional Constituinte venezuelana. Izaias considera que o acontecimento pode representar ainda mais insegurança quanto ao fornecimento de energia para Roraima por meio do Linhão de Guri.

“O presidente Nicolás Maduro expulsou o embaixador do Brasil da Venezuela só porque ele disse que o governo venezuelano estava maltratando o povo daquele país, o que é verdade. É evidente que o embaixador era a ponte do povo brasileiro no país vizinho, e com esse transtorno a escuridão vai se consolidar”, afirmou Izaias.

O parlamentar explicou ainda que o presidente venezuelano poderá aproveitar o momento para aplicar um posicionamento vingativo ao Brasil, por meio do corte definitivo do fornecimento de energia a Roraima, e que é preciso uma atitude efetiva para evitar o pior, uma vez que ele vem alertando sobre o tema há muito tempo.

“Não é a primeira vez que Nicolás Maduro afronta o Governo Federal brasileiro. Lembro-me que ele já disse que o presidente Michel Temer (PMDB) não toma conta nem do país dele [Brasil], é um filhote de ditador e quer mandar na Venezuela”, observou o parlamentar.

Sobre a saída forçada de Ruy Pereira da embaixada do Brasil na Venezuela, o Itamaraty informou a toda imprensa brasileira por meio de nota que, se o ato for confirmado, o Brasil aplicará as medidas de reciprocidade.

Apagões – Em 2017, conforme dados da Eletrobras Distribuição Roraima, o Estado, de janeiro até o dia 22 deste mês, enfrentou 32 quedas de energia em decorrência do desligamento do Linhão de Guri na Venezuela.

Por Tarsira Rodrigues

SupCom ALERR

Em: 26.12.2017