Pular para o conteúdo

VOLTA ÀS AULAS – Procon Assembleia dá dicas para compras de material escolar

Stefany Saramela, de 13 anos, começará em 2018 a cursar o nono ano do ensino fundamental. Janeiro mal começou, ela e a mãe, Marcela Saramela, que é professora, iniciaram a caminhada em busca de material escolar. De acordo com a estudante, essa procura antecipada resume a ansiedade da jovem em querer voltar para sala de aula. “Eu sempre procuro comprar tudo o que eu gosto para me organizar melhor na hora de estudar”, confessou a garota.

Para a mãe, esse momento é oportuno para pesquisas em diversas empresas, na busca de produtos com preços acessíveis e de qualidade. Marcela confessou que sempre levou Stefany às compras para que a estudante escolhesse o material a ser utilizado ao longo do ano.

“Ela é muito consciente também, o que acho interessante porque minha filha tem essa consciência de não olhar muito só a capa, a marca, mas também a qualidade. Sempre ensinei a ela a olhar essa parte da qualidade do material que é mais importante”, complementou Marcela.

O proprietário de uma papelaria localizada no Centro de Boa Vista, Weverton Nunes, explicou que esse período é o ideal para quem busca tranquilidade na hora das compras, o que reflete até mesmo no trânsito da cidade, na comodidade de percorrer pelas lojas e ter um vendedor a disposição para atender os consumidores com mais atenção. “O bom é que, com a tranquilidade, você devagarzinho vai montando o seu kit, vai ao caixa, sem perder muito tempo”, disse.

O preço continua sendo o principal item a ser observado na hora de pesquisar os produtos da lista de material escolar. Segundo Nunes, outro ponto levantado pelos clientes tem sido o atendimento. “As pessoas gostam de serem bem atendidas, de estarem em ambientes climatizados”, contou Nunes.

Para facilitar esse processo, recentemente, o Procon Assembleia, instituição ligada a Assembleia Legislativa de Roraima, divulgou um levantamento feito em quatro papelarias da cidade e que pode ser acessada por meio do endereço eletrônico do Poder Legislativo (https://al.rr.leg.br/wp-content/uploads/2017/12/material_escolar_alerr.pdf), em formato de PDF, onde os pais ou responsáveis terão a disposição itens e seus respectivos preços.

A diretora do Procon Assembleia, Eumaria Aguiar, reforçou sobre a atenção na hora das compras, como observar os produtos a serem pedidos pela escola, se é para uso exclusivo do aluno ou coletivo. “O material coletivo, como de higiene, a instituição de ensino não pode pedir. Antigamente se pedia papel higiênico, uma série de coisas, isso a escola tem que prover”, acentuou.

Eumaria contou ainda que o Procon Assembleia está a disposição para auxiliar os pais durante esse período de compras. Em janeiro, o órgão de Defesa do Consumidor, localizado na rua Agnelo Bittencourt, funcionará das 7h30 as 13h30, bem como pelos telefones 8402-6594 ou 4009-4820/4822/4823/4824 ou 4826. “Estamos aqui para auxiliar aos pais na lista, qualquer questionamento em relação a matrícula, o que pode e o que não pode para tirarmos essas dúvidas”, complementou a diretora.

Por Yasmin Guedes

SupCom/ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0