Falar em público não é uma tarefa fácil e exige agilidade do interlocutor. Pensando em aprimorar essas habilidades, a Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR) por meio do Procon Assembleia, realizou na tarde desta sexta-feira, 02, uma oficina sobre a “A arte de falar em público”, direcionada tantos para os servidores da instituição quanto para a comunidade em geral.

“A princípio essa oficina era para atender os nossos servidores do Procon, principalmente aqueles que estão na recepção e que tem o primeiro contato com o público, e que geralmente tem uma dificuldade em se comunicar. Mas como comunicação é muito importante e nos dias de hoje tudo é fala, é contato, resolvemos estender para a comunidade em geral”, explicou o advogado do Procon, Samuel Weber.

O advento das redes sociais, para Weber, levou as pessoas a perder esse contato físico. Tudo é feito virtualmente e, na maioria das vezes, por código. “As redes sociais têm deixado as pessoas mais travadas no contato do dia a dia. Então essa oficina tem como objetivo trabalhar essa comunicação para deixar as pessoas mais desinibidas, para o ser humano voltar a ter o contato pessoa a pessoa. A ideia da oficina é aguçar no cidadão a comunicação corpo a corpo”, reforçou o advogado.

CALL CENTER – Aproximar a Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR) da população e prestar um serviço de excelência é uma as metas da atual gestão do Poder Legislativo. Para isso, a instituição contratou uma empresa especializada em Call Center, e na manhã desta sexta-feira, 02, os colaboradores que vão atuar diretamente no contato com as pessoas receberam um treinamento para entender o funcionamento da Casa e quais programas sociais são ofertados.

“O intuito do Procon Assembleia é atender melhor todos aqueles que procuram os serviços do Poder Legislativo, que são ofertados por meio dos projetos e programas. Para isso resolvemos contratar uma empresa de Call Center. Todas as necessidades de informação que a população tiver serão respondidas pelos atendentes do Call Center”, explicou Eumaria Aguiar, diretora do Procon Assembleia, que ministrou o treinamento junto com a coordenadora do Núcleo de Promoção, Proteção e Atendimento às Vítimas de Tráfico de Pessoas, Socorro Santos.

“Hoje, em especial, estamos realizando o treinamento dos funcionários do Call Center para que conheçam bem os projetos e programas disponibilizados pela Assembleia, que são muitos, como o de proteção à mulher e o combate ao tráfico de pessoas por meio Chame (Centro Humanitário de Apoio de Mulher), além das atividades do programa Abrindo Caminhos. Por serem serviços específicos, requerem um treinamento para fazer um atendimento otimizado”, complementou.

Ter conhecimento sobre o serviço oferecido é uma segurança para atender bem o cliente. Assim pensa o colaborador Glisson Wiechetek, 20 anos, que será um dos atendentes do Call Center. “Toda vez que for atender um cliente é importante se colocar no lugar dele. Dessa forma, estaremos contribuindo para deixá-lo satisfeito. Assim procuro fazer no dia a dia, e aqui, com atendimento do Call Center não será diferente. Por isso é importante esse treinamento para conhecer bem todos os serviços oferecidos pela Assembleia Legislativa”, destacou.

QUALIFICAÇÃO – A Superintendência Legislativa iniciou nesta sexta-feira um curso de qualificação, que terá duração de dois meses, para os servidores da Casa, com objetivo de melhorar o desempenho dos colaboradores. “As matérias que serão ministradas, Português e Direito Constitucional, são disciplinas que valem para o dia a dia dos servidores. A gramática é muito importante na redação dos documentos, do expediente da Casa, então de se estar preparando para uma eventual prova de concurso público, servirá para redigir um documento. O Direito Constitucional é muito importante para o servidor do Poder Legislativo, visto que o processo legislativo é uma das primícias básicas para quem trabalha nas comissões, na Superintendência Legislativa, uma vez que o processo legislativo constitucional precisa ser de forma obrigatória reproduzido no processo legislativo do Estado”, explicou o superintendente Legislativo, Junior Viera.

Por Marilena Freitas

SupCom/ALE-RR