A partir da próxima segunda-feira (12), a Procuradoria Especial da Mulher, da Assembleia Legislativa de Roraima, realizará uma programação alusiva a ‘Semana Estadual de Educação Preventiva e de Enfrentamento à Endometriose’, instituída pela Lei nº 1.111, de 24 de outubro de 2016, promulgada pelo Poder Legislativo, de autoria da deputada Lenir Rodrigues (PPS).

Das 9h às 10h, da segunda-feira, no auditório do Instituto Federal de Roraima (IFRR), haverá uma palestra para abrir a Semana da Endometriose, com a realização de uma mesa redonda cujos temas serão as causas e consequências da doença, além de explicar sobre as definições da Lei nº 1.111/16. A palestrante será a coordenadora da EndoMarcha em Boa Vista, Nathália Veras.

Para o dia 13 de março, das 10h às 12h, acontecerá uma panfletagem em frente à sede da Assembleia Legislativa de Roraima. Nos dias 14 e 15, das 16h às 18h, estudantes de duas escolas estaduais receberão palestras educativas sobre o tema, sendo elas Ana Libória, no bairro Mecejana, e Antônio Carlos Natalino, localizada no bairro Jóquei Clube, respectivamente.

“No dia 16 estaremos em uma exposição no Pátio Roraima Shopping [bairro Cauamé] levando informações corpo a corpo para que as mulheres tenham dimensão sobre o que é ter essa doença, com um grupo capacitado para fazer esse tipo de abordagem”, explicou a colaboradora da Semana da Endometriose, Socorro Santos. Essa ação acontecerá das 17h às 22h.

Socorro reforçou a seriedade que esse assunto deve ser tratado pela sociedade, principalmente pelas mulheres. Como portadora da doença, muitas vezes escutou de funcionários de hospitais que os desmaios provocados pelas dores eram ‘frescura’. “Essa doença não é frescura. Lembro que desde a primeira menstruação, que meu pai me levava desmaiada ao hospital e lá diziam isso e que eu mentia sobre as dores. Tempos depois veio a confirmação médica de que eu tinha essa doença”, compartilhou.

O fechamento desta programação acontecerá no dia 24 de março, com a realização da EndoMarcha, a partir das 8h, com concentração na Praça Barreto Leite, no Centro de Boa Vista, e o percurso percorrerá pontos importantes da região com chegada a Praça do Centro Cívico. “Estaremos panfletando, apitando. A gente convida toda a população o para estar conosco neste ato de conscientização. Mulher não é para sentir dores”, finalizou Socorro.

O QUE DIZ A LEI – A Lei nº 1.111/16 estabelece que na ‘Semana Estadual de Educação Preventiva e de Enfrentamento à Endometriose’ seja intensificada ações voltadas a esta temática, cuja finalidade de divulgar ações preventivas, terapêuticas e reabilitadoras; conscientização às portadoras da endometriose para tratamentos adequados; informar sobre os serviços ofertados as portadoras de endometriose pela rede pública, bem como garantir acesso e democratização sobre técnicas e procedimentos cirúrgicos e pós-cirúrgicos existentes; sensibilizar a sociedade para compreensão e apoio as mulheres com a doença.

Por Yasmin Guedes

SupCom/ALE-RR