Pular para o conteúdo

Educar é Prevenir encerra atividades na escola Major Alcides

Fotos: SupCom ALERR

Saber que a violência, abuso ou exploração sexual pode ocorrer dentro de casa, foi o que mais assustou e chamou a atenção da adolescente Karolanny Oliveira, 15 anos, aluna do 1º ano da Escola Estadual Major Alcides, localizada na avenida dos Imigrantes no bairro Asa Branca, zona Oeste da capital. A instituição de ensino foi mais uma das contempladas com o projeto Educar é Prevenir, que iniciou dia 14 e encerrou na manhã desta sexta-feira, 18, nessa escola.

O projeto é desenvolvido pelo Núcleo de Promoção, Prevenção e Atendimento às Vítimas de Tráfico de Pessoas da Procuradoria Especial da Mulher, da Assembleia Legislativa de Roraima, que realiza um trabalho educativo dentro das escolas públicas na prevenção de violência contra crianças e adolescentes, e orienta sobre como identificar o tráfico de pessoas.

Karolanny disse ainda que não tinha ouvido falar ou conversado sobre os temas trabalhados durante essa semana e realmente ficou chocada com os perigos que crianças, adolescentes e jovens podem correr pela falta de informação. “Não imaginava que essas coisas poderiam acontecer dentro da nossa casa e praticada por pessoas que conhecemos. Fico triste, mas ao mesmo tempo agradecida ao Educar é Prevenir e aos nossos professores, por nos deixarem bem informados e orientados sobre esses perigos”, acrescentou a estudante.

O estudante Alerrandro Francisco da Silva, 16, aluno do 2º ano, também afirmou que não sabia nada sobre o tema. “Fui saber no momento da palestra. A coisa é séria e se soubermos de algum caso é preciso denunciar”, observou o aluno.

A gestora da escola estadual Major Alcides, Ana Ilza de Sousa Silva, considerou importante esses dias de atividades. “As informações repassadas podem ser encaradas como advertências para os nossos jovens e adolescentes. É importante que eles tenham essa orientação para que aprendam sobre prevenção e a como fugir desse perigo que ronda a nossa juventude”, enfatizou a diretora.

A coordenadora do Educar é Prevenir, Elizabete Brito, afirmou que a Major Alcides abraçou o projeto. “Eles abraçaram os momentos e toda comunidade escolar participou efetivamente das palestras e demais atividades. A roda de conversa com a Rede de Proteção a Crianças a aos Adolescentes, também foi muito produtiva, pois os alunos fizeram perguntas e esclareceram dúvidas sobre os temas abordados durante a semana”, completou.

Próxima – Na próxima semana, de 21 a 25 de maio, a escola atendida será a Senador Hélio Campos, localizada na rua Francisco Anacleto da Silva, 567 , bairro Doutor Silvio Leite, zona Oeste de Boa Vista.    

 

Tarsira Rodrigues

SupCom ALERR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0