Servidor participará de encontro nacional em São Paulo para reforçar trabalhos locais e a preparar mais voluntários para a missão de acolher quem precisa

 

Foto: Lucas Almeida/SupCom ALE-RR

Com a proposta de qualificar o serviço prestado pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), organização não governamental atuante em Boa Vista, a Assembleia Legislativa de Roraima terá representação no 2º Encontro Nacional de Facilitadores de Estudos e 9º Encontro Nacional de Programa de Seleção de Voluntários, realizados em São Paulo, de 20 a 22 de julho.

O CVV atua no acolhimento emocional de pessoas com tendências depressivas, que buscam, pelo telefone 188, uma palavra de apoio, de forma gratuita e anônima.

O servidor Danilo Braga será o representante no evento e explicou que os encontros nacionais buscam o fortalecimento das ações do centro, além de atualizar conhecimentos em relação aos voluntários. “O objetivo é prezar por essa qualidade no serviço, pois lidar com o emocional é algo que necessita de atualização constante”, frisou.

Por ser uma iniciativa relativamente nova em Boa Vista, Braga acredita que este intercâmbio ajudará no desenvolvimento dos trabalhos na cidade, além de preparar mais voluntários para a missão de acolher quem precisa.

“Temos a tentativa de expandir um pouco do trabalho, o que pode ser realizado ou não dependendo da quantidade de voluntários para isso. A ONG preza por um diálogo que tem a ver com a aceitação, independente das questões raciais, de sexualidade, opinião política ou não e é totalmente anônimo”, resumiu.

CVV – O CVV é uma entidade que disponibiliza serviço voluntário, sem cunho político ou religioso de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que precisam conversar, por telefone. No período da implantação do CVV em Boa Vista, a Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa de Roraima se tornou uma das parceiras do Centro.

Quem estiver passando por problemas que resultam em aflições, emoções, angústias e preocupações, pode ligar para o número 188. O centro dispõe de serviço gratuito de prevenção do suicídio, com apoio de uma equipe de voluntários. O CVV funciona no prédio da Procuradoria Especial da Mulher, da Assembleia Legislativa, na avenida Capitão Júlio Bezerra, 193 (ao lado do Hospital Coronel Mota).

Yasmin Guedes

SupCom ALERR