Pular para o conteúdo

FECHAMENTO DA FRONTEIRA – Comitiva de deputados vai à Pacaraima para tratar de questões que afetam Roraima

Comissões de Relações Fronteiriças e Direitos Humanos se reunirá com autoridades venezuelanas para discutir questões como a situação energética, segurança e aumento no fluxo de imigrantes

 

Foto: Eduardo Andrade/SupCom ALE-RR

 

Integrantes das comissões de Relações Fronteiriças e Defesa dos Direitos Humanos, da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), vão neste sábado (23) à Pacaraima para tratar sobre questões relacionadas ao fechamento da fronteira da Venezuela com o Brasil, após uma determinação do presidente daquele país, Nicolás Maduro.

Os deputados partem às 6 h, e pretendem aproveitar a ida do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, para acompanhar de perto o que está acontecendo na fronteira da Venezuela com o Brasil.

A medida foi decidida após reunião realizada na manhã desta sexta-feira (22), diante da preocupação com o abastecimento de energia elétrica à Roraima, feito pelo país vizinho, segurança pública e o aumento no fluxo de venezuelanos que chegam diariamente ao Estado, além da questão da saúde, uma vez que Roraima atende pacientes vindos do país vizinho, a exemplo do que ocorreu na manhã desta sexta após conflito na fronteira.

A deputada Ione Pedroso (SD), presidente da Comissão de Relação Fronteiriças, Mercosul, Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação, destacou a necessidade de ir ao local para buscar soluções imediatas junto às autoridades venezuelanas. “Queremos saber como as coisas estão acontecendo na fronteira, como os brasileiros estão sendo tratados e a forma como tudo está sendo conduzido por lá. Queremos um diálogo com o ministro das Relações Exteriores para buscarmos respostas à nossa população.”

Sobre a questão energética, Ione Pedroso alertou que Roraima pode entrar em colapso a qualquer momento. “O Estado de Roraima poderá ser prejudicado com a falta de fornecimento de energia, e essa é uma das questões para a qual precisamos buscar respostas.”

A comitiva será composta pelos deputados Jeferson Alves (PTB), Renan Filho, Jânio Xingú (PSB), Chico Mozart (PRP), Tayla Peres (PRTB) e Dhiego Coelho (PTC).

Saúde e Segurança

Os parlamentares também questionaram a falta de apoio do Governo Federal quanto à questão da saúde e segurança aos roraimenses. “Hoje o Estado não tem condições de abrigar mais nenhum venezuelano aqui, e com a eminência de uma guerra, literalmente, Roraima irá parar, nós iremos sofrer na pele”, afirmou o deputado Renan Filho (PRB), membro da Comissão de Relação Fronteiriças.

O deputado Dhiego Coelho (PTC), vice-presidente da Comissão de Relações Fronteiriças, também falou da negligência por parte do Poder Executivo em relação à saúde. “Isso está relacionado à falta de gestão porque no primeiro dia de mandato, se o governador Antônio Denarium quisesse decretar situação de calamidade na saúde pública em Roraima ele teria feito. Por causa disso, vidas estão sendo ceifadas.”

Direitos Humanos

Procurada por familiares de pessoas que moram na fronteira com o país vizinho, a deputada Catarina Guerra (SD), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Minorias e Legislação Participativa, ressaltou que essa é uma situação preocupante a todos.

“Durante o período de campanha eu estive presente lá dentro da Venezuela e hoje estamos vivenciando essa insegurança. Atualmente vivemos um déficit na saúde, educação e segurança. O fechamento da fronteira irá gerar muito mais conflitos”.

JÉSSICA SAMPAIO

SupCom ALE-RR

Compartilhar

Arquivos

banner assembleia 120x240
banner assembleia 125x125

Notícias Relacionadas