O programa Assembleia ao Seu Alcance realizou ações de sensibilização sobre violência de gênero e tráfico de pessoas na feira Roraima Agroshow, por meio dos núcleos da Procuradoria Especial da Mulher. A intenção é trabalhar a prevenção e combate destas práticas com orientações sobre o assunto.

Conforme explicou Elizabete Brito, coordenadora do Chame (Centro Humanitário de Apoio à Mulher), ações fora do prédio dão mais acesso à pessoas intimidadas ou até mesmo quem desconhecem o trabalho realizado e precisam desse acolhimento. “Estamos aqui para trazer um atendimento especifico e personalizado, semelhante ao que realizamos no prédio.”

Além de tratar quem sofre as agressões, é importante para a interrupção desse ciclo é também trabalhar o agressor. O coordenador do Núcleo Reflexivo Reconstruir, Rômulo Alves, responsável por esse atendimento, esclarece que o assunto precisa ser massificado para os roraimenses, para alcançar o maior número de pessoas possíveis. “Temos que cuidar também a cabeça do homem não é só mandar prender.”

Rômulo apontou que nesses dias de ações no AgroShow, a população procurou o estande para conhecer sobre o assunto, em sua maioria estrangeiros, devido a parceria que o Núcleo tem com o abrigo. “Houve uma procura principalmente dos venezuelanos, quando eles davam uma olhada no folder eles reconheciam e falavam que alguém havia comentado, então nós explicávamos e detalhávamos [sobre o núcleo]”.

Considerando que Roraima é um dos estados com mais ocorrências de tráfico de pessoas no país, o coordenador do Núcleo que trata deste assunto esclarece a necessidade desta divulgação para que a sociedade esteja munida com informações para combater este crime. “Há varias modalidades, o tráfico de pessoas para adoção ilegal, venda de órgãos e trabalho escravo. Trazemos a realidade desses crimes na prevenção frente à população para alertar sobre essas situações de perigo.”

Outras ações

Na sexta-feira (6), o espaço de palestra contou com atividades do Procon Assembleia e Escola do Legislativo, sobre o Direito do Consumidor e como se comportar no mundo virtual. Quem passou pelo estande do Poder Legislativo também apreciou apresentações culturais de salsa, balé e o coral de libras realizadas pelos alunos da Escola e do Abrindo Caminhos.

Texto: Bárbara Araújo

Foto: Eduardo Andrade

SupCom ALE-RR