Pular para o conteúdo

CONSUMO CONSCIENTE Procon Assembleia dá dicas para consumidor não cair em ‘armadilhas’ durante Semana do Brasil

Preços imperdíveis e promoções tentadoras. De 3 a 13 de setembro, a “Semana do Brasil”, campanha do Governo Federal e do Instituto para o Desenvolvimento do Varejo, deve impulsionar o comércio brasileiro. E o Procon da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) dá dicas importantes para consumidores que já estão antenados na variedade de ofertas e pretendem comprar produtos com descontos de até 70%.

Alguns lojistas podem até estender a data, contemplando o Dia do Cliente, celebrado em 15 de setembro. Esta é a terceira edição da Semana do Brasil. Diéssika Maria Weber Mota, 28 anos, está de olho nas promoções. Cliente assídua das compras on-line, a servidora pública federal confessa que o comércio eletrônico já faz parte da rotina, mesmo antes da pandemia de covid-19.

“Compro quase que mensalmente pela internet e isso foi intensificado no período da pandemia, pois com mais tempo dentro de casa e com o fechamento de algumas lojas, a compra virtual nos proporcionou essa comodidade. Sempre dei preferência às compras on-line pela variedade e melhor preço”, admitiu.

Os saldões de ofertas, às vezes, trazem algum transtorno. O cliente que se sentir lesado, pode recorrer aos órgãos de defesa. O alerta é importante e orienta os consumidores a não serem enganados.

“O indicado é que o consumidor faça uma pesquisa de preços para constatar se a promoção reflete mesmo o menor valor do produto. É importante exigir a nota fiscal e verificar a política de trocas da loja”, alertou a diretora do Procon Assembleia, Mileide Sobral.

Segundo ela, as dúvidas mais comuns após o período intenso de compras são sobre a troca de produtos. “Sempre reforçamos ao consumidor que trocar itens em promoção e em perfeito estado são liberalidades da empresa. Por isso, a importância de se conhecer a política de cada loja”, ressaltou.

Com o avanço da vacinação contra a covid-19 e a flexibilização dos horários de funcionamento do comércio, diversas redes de franquia oferecem descontos, tanto nas lojas físicas quanto no e-commerce, de até 70% em determinados produtos.

De acordo com levantamento da E-bit Nielsen, em 2020 o e-commerce brasileiro teve um faturamento de R$ 2,3 bilhões durante a Semana do Brasil, uma alta de 25% em relação a 2019. “A facilidade proporcionada pela internet favorece essas compras, inclusive aquelas feitas por impulso. Pesquisar é o caminho certo”, garantiu Mileide.

 

Serviço 

Os canais de atendimento do Procon Assembleia foram adaptados durante a pandemia. Atualmente, os consumidores e/ou empresas podem buscar seus serviços, inclusive, ações educativas, pelo WhatsApp (95) 98401-9465, de segunda a sexta, das 8h às 18h, e no site al.rr.leg.br/procon/.

Texto: Kátia Bezerra

Foto: Jader Souza/ Melki Gaia

SupCom ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0