Pular para o conteúdo

LUTA POR DIREITOS
Assembleia Legislativa sedia encerramento da ‘Semana Estadual da Pessoa com Deficiência’

A manhã desta segunda-feira (27) marcou o encerramento da “Semana Estadual da Pessoa com Deficiência”, no Plenário Deputada Noêmia Bastos Amazonas da Assembleia Legislativa de Roraima. A programação desenvolvida pela Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social) contou com ações educativas, culturais e de cidadania para dar visibilidade à luta e à promoção de direitos.

A deputada Lenir Rodrigues (Cidadania), presidente do Programa de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia, que abarca o Centro de Apoio à Pessoa com Deficiência, destacou as ações da Casa durante esse período e afirmou que a programação traz à tona uma parcela da população ainda marginalizada.

“Durante a semana, fizemos duas lives aqui na Assembleia, uma sobre o esporte e a pessoa com deficiência, e outra sobre a pessoa surda. Eu acredito muito que, com semanas como esta, de palestras, orientações, nós estamos fazendo um projeto educativo na sociedade, para enxergamos os invisíveis”, disse.

Rodrigues ainda anunciou que a Semana Estadual poderá ser reforçada por meio de um projeto de lei que pretende instituir no calendário oficial do Estado o Setembro Verde, mês destinado a reforçar a importância da acessibilidade e da inclusão da pessoa com deficiência. “O projeto já deu entrada nesta Casa para que, ano que vem, possamos ter um mês inteiro para as pessoas com deficiência”.

Essa é também uma das bandeiras da presidente da Comissão de Defesa da Pessoa com Deficiência e do Idoso, Angela Águida Portella (PP), cuja luta se intensificou com a chegada de um neto diagnosticado com autismo. “Eu ganhei uma sacudida da vida para entender que só apoiar à distância, sem engajamento, não resolve, e isso foi quando ganhei meu primeiro neto. Compreendi melhor como é estar no papel de uma família com alguém com necessidade especial”, afirmou.

A primeira-dama e secretária extraordinária de Promoção, Desenvolvimento e Inclusão Social, Simone Denarium, que tem um filho com necessidades especiais, destacou a importância de reconhecer as potencialidades, e não de reforçar as limitações. “Vamos tirar a letra ‘d’ da palavra deficiência e trabalhar a eficiência. As deficiências são sempre vistas, a gente já sabe o que são”, sugeriu.

A secretária também salientou o papel do Legislativo na ampliação dos direitos das pessoas com deficiência roraimenses.

“Agradeço a todos os deputados. A emissão da carteirinha de identificação do autista é um avanço. É uma lei de autoria do deputado Jorge Everton, assim como Yonny Pedroso destinou recursos para executar. Há também o trabalho conjunto da Comissão de Defesa do Direito da Pessoa com Deficiência. O governo está aberto para que o Parlamento continue a levar recursos e propostas para continuarmos a fazer esse trabalho.”

Houve ainda a palestra “Como Identificar Características do Transtorno do Espectro do Autismo – Mitos e Verdades”, ministrada pela professora Dra. Ana Paula Aporta, e a mesa-redonda “Os Avanços da Educação Especializada em Tempos de Pandemia”.

A Semana Estadual da Pessoa com Deficiência foi instituída pela Lei nº 1.017/2015, de autoria do defensor público e ex-deputado estadual Oleno Matos.

Texto: Suellen Gurgel

Fotos: Jader Souza

SupCom ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0