Pular para o conteúdo

PROTEÇÃO
Parlamentares aprovam instituição de campanha para alertar sobre necessidade de preservar igarapés urbanos

Uma campanha de conscientização sobre a necessidade de preservar os igarapés urbanos de Roraima, instituída por meio do Projeto de Lei (PL) n⁰ 102/2023, do deputado Éder Lourinho (PSD), foi aprovada em plenário por 17 votos na sessão parlamentar desta terça-feira (10).

Segundo a proposição, a ação visa conscientizar a população sobre os riscos da poluição dos igarapés, promover a limpeza e a preservação durante todo o ano. Lourinho defendeu a matéria e reforçou que é responsabilidade de toda a população cuidar do meio ambiente e igarapés.

“Nossos igarapés urbanos vêm sofrendo com a poluição de lixos que, muitas vezes, chegam até eles pela forma como as pessoas descartam de forma incorreta, principalmente, sacolas plásticas e garrafas pet que tampam bueiros e, no tempo chuvoso, acabam causando alagamentos e chegando até os canais”, enfatizou.

 

O deputado Idázio da Perfil (MDB) parabenizou o colega pela idealização da campanha que protege bens públicos. “Eles [igarapés] são veias que chegam até o nosso rio, de onde saem a água que bebemos e os ribeirinhos consomem peixes”, ressaltou.

Da Perfil complementou ainda sobre a construção de casas e fossas sépticas dentro de áreas de preservação permanente (APP), o que contribui para o aumento da poluição das águas.

“Elas [fossas] acabam infiltrando e poluindo nossos igarapés. Há um grande problema que a gente tem que tomar conta, realmente, e ter uma ação tanto do governo estadual quanto municipal, cuidando dessas áreas de proteção”, sugeriu.

Em aparte, o deputado Lucas Souza (PL) parabenizou Lourinho e aproveitou a pauta para pontuar duas situações recentes no Estado sobre poluição: despejo irregular de esgoto no rio Branco e queimadas no Tepequém, localizado no município de Amajarí.

“Muitos empresários e moradores ficaram aflitos pela demora em uma resposta dos nossos órgãos governamentais em combater aquele incêndio. Quando falamos em meio ambiente, falamos também sobre turismo e a economia que gira em Roraima. Que possamos sempre estar atentos, cobrando e propondo soluções para que despejo de esgoto e incêndios não sejam assuntos normalizados como erros, mas algo que combatemos, veementemente, e cobremos soluções”, declarou.

Sobre a contribuição do deputado Lucas, Lourinho ratificou que no último mês foi realizada uma audiência pública na Casa, sobre mudanças climáticas para orientar a população com relação à prevenção de queimadas.

“Só em setembro foram constatados mais de 200 focos de queimadas. A maioria é causada pelas mãos humanas. Então, as pessoas têm que ter essa consciência, orientar produtores, agricultores e turistas para evitar que aconteçam esses focos. Muitas vezes, começam em pequenos pontos e podem se tornar grandes incêndios”, apontou.

Ainda conforme a matéria, escolas, instituições públicas e entidades não governamentais poderão desenvolver programações, como a realização de palestras e atividades práticas e abordagem lúdica de incentivo à preservação dos igarapés das áreas urbanas dos municípios de Roraima.

Texto: Suzanne Oliveira

Fotos: Eduardo Andrade/ Jader Souza/ Leo Daubermann/ Marley Lima

SupCom ALERR

Compartilhar

Arquivos

banner assembleia 125x125

Notícias Relacionadas