Pular para o conteúdo

Bancada federal tem demorado a agir com relação ao Linhão de Tucuruí, diz Izaias

Governo Federal licitou 35 lotes de linhas de transmissão de energia elétrica no montante de R$ 12,8 bilhões, mas não incluiu Roraima na interligação ao Sistema Nacional Energético.

O deputado Izaias Maia (PTdoB) alertou mais uma vez, durante discurso na tribuna da Assembleia Legislativa de Roraima, para o perigo da escuridão que amedronta a população no Estado e citou o plano do Governo Federal que deixa Roraima de fora da interligação energética ao Sistema Nacional. Essa notícia foi publicada pelo jornal Folha de Boa Vista em relação à reunião, prevista para quinta-feira (16), da Bancada Federal de Roraima com o presidente Michel Temer (PMDB) para discutir sobre o Linhão do Tucuruí.

Conforme o texto, o Governo Federal licitou 35 lotes de linhas de transmissão de energia elétrica no montante de R$ 12,8 bilhões, mas não incluiu Roraima na interligação ao Sistema Nacional Energético. Izaias Maia lamentou que a bancada roraimense, no Congresso, não tenha agido antes. “Era para eles terem se reunido há muito tempo e agora está quase decidido e vai ser difícil. Resultado, ficamos de fora e agora que os deputados federais e os senadores estão correndo atrás do leite derramado”, complementou.

Ele recordou que ano passado, o presidente da República havia anunciado que ‘abraçaria a causa de Roraima’, mas nada foi feito até o momento. “A empresa que faria a obra do Linhão de Tucuruí pediu R$ 500 milhões de indenização, quer dizer, é um balaio de gato e não sabemos onde está a verdade”.

Izaias aproveitou para esclarecer que, diferente do que foi veiculado na imprensa local, não faz parte do Bloco G14 na Assembleia Legislativa. “Queria destacar que não faço parte de nenhum grupo político. Na hora de votar eu voto contra o Governo, a favor do Governo. (…) Meu grupo político é Deus e o povo”, concluiu.

Por Yasmin Guedes
SupCom/ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0