Pular para o conteúdo

Joaquim Ruiz quer reserva de vagas na UERR para alunos de Roraima

É uma forma de criar mecanismos para proteger os alunos que desejam continuar seus estudos e obter uma formação superior.

O deputado Joaquim Ruiz (PTN) pediu apoio dos demais parlamentares, durante a sessão ordinária desta quarta-feira, 02, para a aprovação de dois projetos que tramitam na Casa. Um dos projetos dispõe sobre a reserva de vagas na Universidade Estadual de Roraima (UERR) para candidatos oriundos da capital e do interior do Estado. A outra iniciativa tem como finalidade regulamentar a profissão de bombeiro civil.

Ambos os projetos, de autoria do parlamentar, têm como finalidade aumentar a qualidade de vida das pessoas que vivem no Estado. Conforme Joaquim Ruiz, reservar um percentual de vagas para os estudantes de Roraima é uma forma de criar mecanismos para proteger os alunos que desejam continuar seus estudos e obter uma formação superior. “Não é justo nossos estudantes que estudaram em uma escola pública lá do Caroebe, por exemplo, competir com alguém que venha de outro Estado, e que estudou em uma escola particular de Curitiba, São Paulo, porque as chances destes serão bem maior. Não é justo também para o Estado, porque despois se formam, geralmente vão embora para exercer a profissão em grandes centros”, explicou.

As vagas, caso o projeto seja aprovado, serão distribuídas da seguinte forma: 40% para estudantes de Boa Vista, 40% para pessoas do interior de Roraima e 20% para os candidatos que vem de fora, de outras unidades da federação.

O requisito exigido na hora da inscrição é a comprovação de que o candidato estudou o segundo grau numa escola do interior ou da capital. “Não terá direito à vaga o aluno que vir de outra unidade da federação, fazer apenas o último ano no Estado, para poder concorrer à vaga”, detalhou.

Esse modelo seria uma novidade para Roraima. “Esse meu projeto é antigo, modelo já adotado na Universidade Estadual do Amazonas (UEA) há mais de sete anos, para todos os cursos de nível superior”, complementou Ruiz.

Bombeiro Civil – O projeto que regulamenta a profissão de bombeiro civil, segundo Joaquim Ruiz, contribuirá para a geração de emprego e renda. “A profissão de bombeiro civil é uma realidade no nosso Estado e já foi regulamentada no município de Boa Vista pela Câmara Municipal de Boa Vista, dependendo apenas da sanção. Nós precisamos regulamentar em nível de Estado para atender a iniciativa privada. Existem vários setores das áreas do comércio e da indústria que necessitam e são obrigados a ter uma equipe de bombeiro para qualquer suporte de segurança nas suas empresas”, justificou.

Por Marilena Freitas

SupCom/ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0