Segundo a procuradora Especial da Mulher, deputada Lenir Rodrigues (PPS), nas capacitações passadas houve um retorno positivo dos estudantes.

A Procuradoria Especial da Mulher, por intermédio do Núcleo de Promoção, Prevenção e Atendimento às Mulheres Vítimas de Tráfico de Pessoas, da Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR), promoverá nos dias 30 e 31 deste mês, mais uma etapa do projeto ‘Educar é Prevenir’, desta vez no interior de Roraima, na escola estadual José Aldébaro de Alcântara, na cidade de Bonfim, região fronteiriça com a Guiana.

O ‘Educar é Prevenir’ tem a proposta de capacitar a comunidade escolar como um todo, desde o porteiro a gestão, incluindo os alunos, para o enfrentamento ao tráfico de pessoas, principalmente para fins de exploração sexual. Iniciado em junho deste ano, foram atendidos alunos das escolas estaduais Maria dos Prazeres Mota, no bairro Santa Tereza, e Camilo Dias, no bairro Liberdade, ambas na zona Oeste de Boa Vista.

Na terça-feira, 29, a equipe pedagógica recebeu na escola todo o material informativo desenvolvido pelo Núcleo, como a caixa-jaula, flyers, cartazes, banners e filmes.

Na quarta-feira, 30, a comunidade escolar será capacitada pela manhã, das 9h às 12h e a tarde das 15h às 18h. Para encerrar, no dia 30, os alunos, professores e a equipe da escola participarão de uma roda de conversa juntamente com a Rede de Proteção atuante no município.

Segundo a procuradora Especial da Mulher, deputada Lenir Rodrigues (PPS), nas capacitações passadas houve um retorno positivo dos estudantes em relação ao projeto. “Então eles esperarão desse projeto a prevenção mesmo. Vamos enfrentar o tráfico de pessoas com a prevenção e conscientizando toda a comunidade escolar”, complementou.

Por Yasmin Guedes

SupCom/ALE-RR