Pular para o conteúdo

Alunos da escola América Sarmento participam do Cine ALE Cidadania

Alunos do ensino médio da escola estadual América Sarmento Ribeiro, participaram na tarde desta terça-feira (12), no Cine Super K, de uma edição do programa Cine ALE Cidadania, da Assembleia Legislativa. Cerca de 300 estudantes receberam pipoca, refrigerante e informações, por meio de vídeos, sobre os perigos das drogas, gravidez na adolescência, além de assistiram o filme “Valerian e a cidade dos mil planetas”, classificação 12 anos.

Sanderson Souza, de 17 anos, esteve na primeira fileira do cinema, e otimista com a participação no programa Cine ALE Cidadania. “Foi muito bom, muitos queriam vir, mas pouco puderam. É bom porque sair da escola para assistir a um filme é bom demais”, disse ao se reportar aqueles que nunca entraram em uma sala de cinema. Além disso, o estudante do 2º ano do ensino Médio, reforçou a importância de todos buscarem mais conhecimento, em relação ao Monte Caburaí. “É fundamento para nós que estamos começando”, complementou.

O gestor da unidade de ensino, Mário Rosa, acompanhou o processo de embarque, deslocamento e desembarque de todos os alunos da escola. Contente com o resultado, agradeceu ao presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, deputado Jalser Renier (SD), por oportunizar momentos como esse aos estudantes, principalmente de comunidades carentes. “O projeto Cine ALE contempla a comunidade mais carente e para nós da escola América Sarmento é um prazer e alegria ter sido contemplado e os alunos estão contentes”, disse.

O deputado Brito Bezerra (PP) ressaltou sobre a integração do cinema na vida estudantil de milhares de pessoas beneficiadas pelo programa na Capital e no interior de Roraima. “A Assembleia Legislativa ofertou aos alunos da escola América Sarmento uma tarde de cinema para que possam, além de assistir ao filme e ao entretenimento em si, estar próximos ao Poder Legislativo, saber o que é legislar, não ter medo de política e de político, saber que a política é uma ferramenta perfeita para melhorar a qualidade de vida das pessoas”, resumiu e agradeceu a Mesa Diretora, em nome do presidente Jalser Renier.

Segundo o coordenador do programa, Ademir Barros, todos os participantes entregarão uma redação onde explicarão o que aprenderam com os filmes. A escolha dos longa metragens obedece a faixa etária dos estudantes. “O filme é exibido conforme a faixa etária. Se o filme é para 14 anos, por exemplo, todos que participarão terão acima de 14 anos”, comentou. A próxima escola será Luiz Rittler Brito de Lucena.

Yasmin Guedes

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0