Uma ida a um hospital particular de Boa Vista revelou ao assistente de aluno Jarlisson Sarmento de Melo, morador da comunidade Barauana, em Caracaraí, que o nome dele estava na lista de negativados da Serasa [Centralização de Serviços Bancários], órgão nacional de proteção ao crédito. Ele é assistido por um plano de saúde que identificou um débito indevido, o que causou transtornos e prejuízos. Segundo contou, alguém usou dados particulares para aquisição de dinheiro junto a uma financeira e agora precisa reparar essa situação.

Jarlisson aproveitou a manhã desta quinta-feira (19), para buscar orientações junto ao Procon Assembleia, durante a realização do programa ‘Assembleia ao Seu Alcance’, no município de Caracaraí, cidade ao Centro-Sul do Estado. “Vim aqui porque meu nome está ‘sujo’ e eu procurei meu direito porque as pessoas usaram meu documento, e agora meu nome está na Serasa”, contou.

No atendimento do Procon Assembleia, Jarlisson foi orientado a buscar a Serasa para mais detalhamento da dívida e, posteriormente, retornar ao Procon para outras providências. “Quando eu soube, fiquei triste e vim atrás do meu direito”, contou o servidor público, com a esperança de ter a situação resolvida.  “Espero um dia provar de quem realmente é o processo”, complementou.

O Procon Assembleia trouxe a Caracaraí os serviços de orientação e informação ao sobre os direitos e deveres do consumidor. A tarde, uma equipe técnica do órgão ligado ao Poder Legislativo  percorreu o comércio da região com a entrega de exemplares do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

A proprietária de um restaurante, Kaity Ellen de Souza, foi uma das primeiras a receber um exemplar do CDC no decorrer da visita. Para ela, essa ação é importante, pois auxilia lojista e consumidor na hora das garantias de direito. “A gente conhece melhor a lei e mostra aos nossos clientes que nós temos um Código”, explicou.

Segundo a diretora do Procon Assembleia, Eumaria Aguiar, foi um dia produtivo, pois vários consumidores aproveitaram a estrutura para pedir informações e orientações de como proceder em caso de problemas na hora de comprar produtos ou adquirir serviços. “O Procon está aqui com o intuito orientativo. Esta foi a função desse trabalho em Caracaraí”, frisou.

Sobre a ação nas ruas da cidade, o intuito era de instruir os lojistas para a necessidade de estarem adequados a legislação. “Existe uma lei que o CDC deve está exposto em qualquer estabelecimento. Fizemos um levantamento aqui em Caracaraí e notamos a necessidade de ter um Procon e essa é uma intenção da Assembleia Legislativa, instalar um núcleo aqui na cidade.

A atendente do Procon Assembleia, Cithia Albuquerque, destacou a importância da instituição em Caracaraí, bem como em outras cidades do interior do Estado, e que o programa ‘Assembleia ao Seu Alcance’ oportuniza o acesso sobre direitos dos consumidores a todos do Estado. “Tiramos as dúvidas do consumidor, orientamos para que eles possam ter um atendimento mais satisfatório”, reforçou.

Yasmin Guedes