Deputados estaduais visitaram na manhã desta segunda-feira (23), o Frigo 10, na zona Rural de Boa Vista, BR 174 Sul, para conhecerem as estruturas do empreendimento, uma empresa privada do ramo de abate animal a ser inaugurada oficialmente nos próximos dias. A ida ao local foi para verem de perto o funcionamento e sobre os benefícios para a população de Roraima.

A visita fez parte de um convite direcionado aos parlamentares para que tenham ciência do que será ofertado ao mercado local e internacional. O Frigo 10 surgiu após sociedade de dez empresários locais com uma estrutura moderna para abatimento de até 700 cabeças de gado por dia. Na próxima sexta-feira (27), haverá abatimento de 60 cabeças de forma inaugural. A inauguração oficial somente após um mês.

O presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária e Política Rural, deputado Zé Galeto (PRP), percorreu todos os espaços do Frigo 10 e demonstrou satisfação em tudo que viu, mas lembrou de que mesmo com a inauguração desta empresa, o Governo não pode se esquecer do Mafir (Matadouro Frigorífico de Roraima). “Creio que uma estrutura dessa aqui não possa abater no mesmo preço que o Mafir, como o governo abate. Quero parabenizar o Frigo 10, mas também não podemos se esquecer do nosso matadouro [Mafir] que não pode fechar, ele tem que continuar e dar oportunidade aos pequenos produtores rurais”, salientou.

Com esse mesmo pensamento, o deputado George Melo (PSDC), frisou a importância de se ter no Estado uma estrutura propícia para importação e exportação da carne e de produtos de origem bovina. “Roraima pode exportar carne para qualquer lugar do mundo, então será um comércio atraente e nós estamos vendo que eles estão se preparando para esse momento”, disse ele. Na contramão da evolução, George Melo disse ainda que o Governo do Estado não tem investido no Mafir, deixando o frigorífico obsoleto e sem o SIF (Serviço de Inspeção Federal).

Outro parlamentar a acompanhar a visita foi Marcelo Cabral (PMDB), que também é pecuarista, e avaliou a implantação do Frigo 10 em Roraima como oportunidade de exportação do gado do Estado para outras regiões. “O Frigo 10 hoje traz uma planta moderna, qualidade de matança, equipe preparada para o produtor ganhar mais na matança e também a população ganhar uma carne de qualidade na sua mesa no dia a dia”, destacou.

Para o deputado Masamy Eda (PMDB), o compromisso dos parlamentares foi avaliar o funcionamento do frigorífico e a qualidade dos produtos disponibilizados para população. “Para ver como funcionará esse frigorífico para que não fique prejudicado o produtor final e até a própria pessoa que vai fazer o consumo da carne abatida aqui”, complementou.

O presidente do Frigo 10, Antônio Denarium, explicou que o primeiro abate em escala comercial acontecerá na sexta-feira. “O Frigo 10 está atendendo todas as exigências do Ministério da Agricultura quanto a sanidade animal. Ou seja, produzindo uma carga apta para consumo humano de excelente qualidade”, complementou.

Antônio Denarium falou ainda sobre o reaproveitamento de todos os produtos e que nada será desperdiçado. “Do sangue, osso, pêlo, couro, ou seja, todo o processo é industrializado e transformado em ração animal fazendo a farinha de carne, farinha do osso”, justificou.

Yasmin Guedes