Pular para o conteúdo

Polícia Militar é homenageada pela Assembleia com comenda Orgulho de Roraima

Pelos 42 anos de atuação da Polícia Militar (PMRR), a Assembleia Legislativa (ALERR), homenageou com a comenda Orgulho de Roraima, mais de 130 homens e mulheres que fazem parte da história da corporação. A solenidade ocorreu às 9h desta quinta-feira, 30, no plenário Noêmia Bastos Amazonas. A mais alta honraria do Poder Legislativo foi entregue por iniciativa do deputado Soldado Sampaio (PC do B), e apoiada por todos os parlamentares da Casa.

Atualmente a Polícia Militar, além das atribuições constitucionais, desempenha um papel importante que influencia no cotidiano das pessoas, seja atuando, orientando, colaborando com todos os segmentos da comunidade, diminuindo conflitos e gerando a sensação de segurança que a comunidade anseia.

Para o comandante geral da instituição, coronel Edison Prola, a homenagem é um reconhecimento pelo trabalho. “Há mais de quatro décadas se dedicando a segurança pública em todo Estado, e para nós é um orgulho receber a comenda da Assembleia Legislativa. É o reconhecimento não apenas da instituição, mas especificamente do policial militar que se dedica diariamente, focado a levar segurança a todos os cidadãos roraimenses”, enfatizou.

O coronel Arnóbio Bessa esteve à frente da instituição entre os anos de 2001 e 2003. Ele define a PM como a ‘espinha dorsal’ do sistema de Segurança Pública. “Atua no policiamento preventivo e ostensivo. Esse trabalho tem feito com que a violência não fuja ao controle e com isso a população sinta-se protegida”, elogiou o ex-comandante.

No exercício da profissão ocorrem situações que marcam a vida desses homens e mulheres. A tenente Maria Lucy Sena Silva está na Polícia Militar a 15 anos e afirma que é uma honra integrar a instituição e uma das ocorrências que ela guardará para sempre na memória, foi sobre uma situação de abandono de incapaz.

“Chegamos à residência e encontramos a criança de menos de dois anos sozinha, com frio e com fome. Isso mexe com o emocional de qualquer profissional e precisamos estar não apenas treinados fisicamente, mas socialmente, pois lidamos com situações reais que envolvem o dia a dia das pessoas. Era um sonho de criança fazer parte desta corporação”, contou a policial.

O autor da proposta que resultou no reconhecimento por meio da comenda Orgulho de Roraima, deputado Soldado Sampaio (PC do B), explica que é uma homenagem mais do que justa. “São profissionais que dedicam suas vidas a sociedade incansavelmente no combate ao crime, são pessoas que dão a vida por outros cidadãos”, definiu.  

O vice-presidente da Assembleia deputado Coronel Chagas (PRTB) foi quem conduziu a entrega das comendas e resgatou momentos históricos durante o discurso. “Na verdade tudo começou com a Guarda Territorial há 73 anos, a partir daí surgiu a Policia Militar. Policiais que fazem o atendimento desde uma ocorrência criminal até a realização de um parto dentro das viaturas. Está presente nas questões de crise da Segurança Pública e ajudando no gerenciamento. É uma instituição que proporciona tranquilidade a sociedade roraimense”, detalhou.

Segundo dados do Governo do Estado, atualmente a corporação conta com um efetivo de mais de 1.900 militares.

 

Tarsira Rodrigues

SupCom ALERR

Em: 30.11.2017

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0