Pular para o conteúdo

Projeto Reconstruir da Assembleia Legislativa retoma atividades

Com intuito de diminuir a incidência de violência doméstica em Roraima, o Grupo Reflexivo Reconstruir, projeto desenvolvido pela Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa de Roraima, retomou as atividades de atendimento a homens agressores esta semana, com palestras e escuta qualificada.

Durante dois meses, os 10 participantes oriundos de atendimento no CHAME (Centro Humanitário de Apoio a Mulher) acompanharão informações sobre família, estresse e agressividade, alcoolismo, drogas, Lei Maria da Penha, entre outros assuntos que envolvem o homem e a violência doméstica familiar.

Os encontros acontecem às quartas-feiras, das 9h às 11h, no prédio da Procuradoria localizado na avenida Capitão Júlio Bezerra, no Centro de Boa Vista, acompanhados por uma equipe técnica multidisciplinar composta por psicóloga, advogada e uma assistente social. “Os ciclos são os nossos encontros que ocorrem em rodas de conversa bem informais, onde o assistido pode falar a qualquer momento, dar a sua opinião sobre determinado assunto, mas sempre respeitando a opinião do colega ao lado”, explicou a coordenadora do Grupo Reconstruir, Jéssica Veras.

Segundo Jéssica, ao final de cada etapa, ou seja, na última reunião, há a presença da família para avaliar a mudança do assistido pelo Grupo. “Quando um homem recebe esse apoio, essa ajuda, ele não volta a cometer mais a violência”, destacou ao recordar que em 2017, por exemplo, vários depoimentos demonstraram a mudança positiva do homem dentro de casa.

Para este ano, a proposta do Grupo Reflexivo Reconstruir é ampliar esse tipo de atendimento para outros ambientes, como a realização de palestras em locais cuja presença masculina seja predominante. “Tentaremos formar mais parcerias possíveis, tanto com instituições públicas, quanto privadas, tentando alcançar o número maior de famílias que precisam de ajuda. Ainda continuaremos com os encontros semanais e também vamos focar em palestras”, complementou.

Por Yasmin Guedes

SupCom/ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0