Zumba, palestras e cuidados com a saúde. Essa será a programação especial do Abrindo Caminhos, programa da Assembleia Legislativa de Roraima, em alusão ao Dia Internacional da Mulher. O evento, que tem como público alvo as mães de alunos e comunidade, acontecerá neste sábado, 10, com início as 8h30, na sede do Abrindo Caminhos, na avenida São Sebastião, nº 883, no bairro Cambará.

Para começar, das 8h30 as 9h30 haverá um aulão de Zumba com o professor Herbert Lima. Em seguida, a enfermeira do Abrindo Caminhos, Rayssa Martins, ministrará uma palestra sobre saúde da mulher. “Temos a parceria ainda com os outros programas da Assembleia, como o CHAME [Centro Humanitário de Apoio à Mulher], a Escola do Legislativo e Procon Assembleia”, explicou a coordenadora Viviane Lima. Segundo ela, mesmo o evento sendo direcionado às mães de alunos da instituição, a comunidade também pode participar.

A partir das 8h, a Escola do Legislativo estará com um posto de inscrições na sede do Abrindo Caminhos, para quem deseja garantir uma vaga em um dos cursos promovidos na Unidade Silvio Botelho, zona Oeste de Boa Vista. Para isso, é necessária a apresentação de um documento oficial com foto.

Os cursos são: Arte de Falar em Público; Informática para Concurso; Empreendedores do Futuro; Auxiliar Administrativo; Resoluções de Questões da Língua Portuguesa; Chefia e Liderança; Gestão de Conflitos no Ambiente de Trabalho; Oficina Coaching Motivacional e Marketing Pessoal; Interpretação de Texto; Inglês Básico; Inglês Intermediário; Resoluções de Questões de Direito Constitucional; e Teoria de Direito Constitucional.

“A programação é destinada as mães dos alunos, mas a comunidade que estiver interessada em fazer algum curso na Escola do Legislativo, eles estarão realizando a inscrição aqui”, frisou Viviane Lima. Além disso, a equipe da Assembleia Legislativa fará um pré agendamento com a dermatologista da Casa, Danielle Lopes. “Faremos uma triagem e durante a semana a profissional estará em atendimento aqui [no Abrindo Caminhos]”, complementou.

Por Yasmin Guedes

SupCom/ALE-RR