Cidadãos contam com atendimentos do Chame, Procon Assembleia e poderão fazer denúncias sobre má prestação de serviços públicos ao projeto Fiscaliza Roraima

 

Foto: Alex Paiva/SupCom ALE-RR

Os moradores do Residencial Vila Jardim, no bairro Cidade Satélite, recebem de hoje até quarta-feira (14), as ações de cidadania do Assembleia ao Seu Alcance. A ação reúne os serviços ofertados pelos órgãos do Poder Legislativo como o Procon Assembleia, Fiscaliza Roraima e o Chame (Centro Humanitário de Apoio à Mulher).

As equipes estão a postos para receber as demandas de acordo com a atuação de cada programa, auxiliando com esclarecimento e encaminhando para os órgãos competentes.

As tendas foram montadas em frente ao Colégio Militar Estadual Irmã Maria Tereza Parodi, facilitando o acesso aos alunos da instituição de ensino às palestras que tratam sobre o direito do consumidor, violência doméstica e sobre o papel do Fiscaliza Roraima.

Na primeira palestra do dia, ministrada pelo advogado Samuel Weber, os alunos puderam compreender melhor as atribuições do Procon Assembleia e em quais situações devem recorrer ao órgão. “A parceira com as escolas permite que os alunos também conheçam os programas desenvolvidos pela Assembleia. A gente percebe que as palestras rápidas e objetivas ajudam na conscientização”, observou o advogado.

A partir de agora a aluna Darlene Gomes da Costa, de 13 anos, já sabe como proceder quando comprar um objeto com defeito. “Se o produto vier danificado, a gente tem o direito de reclamar para a loja. E se o vendedor não quiser ajudar fazendo a troca, temos que procurar o Procon para nos ajudar. Isso vale também para as compras feitas pela internet”, explicou Darlene.

Após saberem as atribuições do Fiscaliza Roraima, os alunos passaram a enumerar situações vivenciadas dentro da escola que podem ser alvo de denúncia. Entre tantas reclamações a mais comentada foi o lanche e sobre a qualidade da merenda servida. “Estamos há uma semana sem merenda escolar”, informaram os alunos, ao denunciarem formalmente para a equipe do Fiscaliza Roraima.

Foi na palestra sobre violência doméstica, ministrada pela equipe do Chame, que a aluna Annie Lohainy Araújo Alves, de 12 anos, ficou sabendo como pode ajudar mulheres que passam por essa situação. “Uma vez vi uma mulher sendo agredida no meio da rua por um homem. Naquele momento eu não sabia que poderia denunciar amparada na Lei Maria da Penha”, relatou.

PRÓXIMAS AÇÕES – Depois do Vila Jardim, o Assembleia ao Seu Alcance segue de 21 a 23 de novembro no estacionamento da Caixa Econômica do bairro Raiar do Sol, na avenida Estrela D’Alva. Já dos dias 26 a 30, a ação segue também no estacionamento da Caixa Econômica, mas no bairro Asa Branca, na avenida Ataíde Teive. Todos os serviços são gratuitos.

MARILENA FREITAS

SupCom ALE-RR