Núcleo de Mulheres na Política foi lançado pela Procuradoria Especial da Mulher durante evento na Defensoria Pública

As mulheres representam 51,15% dos eleitores do Estado, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE). Essa representatividade não se reflete na política. Por lei, os partidos e coligações precisam respeitar a cota mínima de 30% de participação de mulheres, no entanto, ainda falta engajamento efetivo deste público no parlamento.

Para estimular a participação feminina na política, a Procuradoria Especial da Mulher, da Assembleia Legislativa de Roraima, lançou na manhã desta sexta-feira (24) o Núcleo de Mulheres na Política, durante o 1º Encontro de Empoderamento da Mulher na Política, evento em parceria com a Defensoria Pública do Estado de Roraima.

O núcleo ofertará atendimento interno e externo às mulheres, com ações de orientação, que vão desde esclarecimentos sobre o funcionamento das políticas partidárias até ações sociais como cortes de cabelo, maquiagens e palestras sobre autoconfiança, para que as mulheres saibam da importância do seu espaço na sociedade e na política.

De acordo com a coordenadora do núcleo, Bruna Silveira, as mulheres precisam apenas de incentivo para ter participação mais ativa na política. “Nosso desafio é dizer que todas são capazes e que, apesar dos deveres como mulheres em casa, no trabalho, a participação delas também pode e deve acontecer na política”.

Bruna explica que apesar de a lei eleitoral exigir a cota mínima de 30% de mulheres, elas devem entender que a intenção não é apenas de filiação, mas de serem ativas na política. “Os partidos estão cumprindo a lei, mas as mulheres precisam entender que não é só se filiar, elas precisam se qualificar e assumir essa responsabilidade de política”, enfatizou.

Para a procuradora especial da mulher, deputada Lenir Rodrigues (Cidadania), o Núcleo incentivará as mulheres a ocuparem mais espaço na sociedade. “Devemos respeitar as diferenças e nos unir para que tenhamos uma plataforma de mais mulheres na política e esse é o objetivo do Núcleo que também faz parte da Assembleia Legislativa”, disse.

O Núcleo de Mulheres na Política funciona das 8h às 18h, no prédio da Procuradoria Especial da Mulher, localizado na av. Ville Roy, nº 5717, no Centro.

Empoderamento da Mulher na Política

O evento organizado pela Defensoria Pública do Estado faz parte da programação de aniversário do órgão, junto com a campanha “Em defesa delas”, da Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos (Anadep) e com o apoio do Colégio Nacional dos Defensores Públicos Gerais (Condege).

A deputada Catarina Guerra (SD) participou de uma das mesas de debates com o tema “Igualdade para Mulheres nos Espaços de Poder” e falou da importância de dividir experiências com outras mulheres. “Aqui, entendemos um pouco da dinâmica do outro Poder. Ver que a realidade vivenciada por elas é a mesma implementada e vivida por nós. É uma junção de informação e encorajamento”, destacou.

Participaram ainda do evento as deputadas Angela Águida Portella (PP), Aurelina Medeiros (Pode), Betânia Almeida (PV), Ione Pedroso (SD) e Tayla Peres (PRTB), além de outras autoridades civis e militares.

Texto: Jéssica Sampaio

Foto: Alex Paiva

SupCom ALE-RR