Pular para o conteúdo

Renato Silva pede que seja criada comissão para tratar sobre imigração

O deputado estadual Renato Silva (PRB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira (18) para solicitar a criação de uma comissão especial, para acompanhar as políticas públicas diante da crise migratória que afeta o Estado.  Para ele, a chegada desordenada de venezuelanos tem contribuído para o aumento na criminalidade, o que, na avaliação dele, coloca a vida da população em risco.

O parlamentar apresentou um levantamento, com base em reportagens feitas pela Folha de Boa Vista. Os dados apresentados por ele apontam para 95 homicídios só nos primeiro seis meses do ano, mais da metade das 148 mortes gerais (por outros fatores que não assassinato) registradas no mesmo período. “Isso representa mais de 15 mortes por mês. Só nas últimas duas semanas foram 14 homicídios”, alertou.

Segundo o deputado, de 2017 e 2018 foram registradas 5.939 ocorrências envolvendo estrangeiros. Destes, 95% dos casos foram praticados por venezuelanos, conforme o parlamentar.

Diante dos dados apresentados ele protocolou um requerimento para criação de uma Comissão Especial para tratar a migração venezuelana no Estado. “Discurso não vai resolver o problema e eu não vou parar até resolvermos essa situação”, finalizou.

Deputados questionam investimentos do Governo Federal

 

Os deputados Betânia Medeiros (PV), Jeferson Alves (PTB) e Soldado Sampaio (PCdoB) expressaram apoio à fala do parlamentar e levantaram questionamentos a respeito dos recursos investidos pelo Governo Federal na Operação Acolhida.

Segundo Jeferson Alves, até o momento mais de R$ 503 milhões foram repassados ao Exército para acolhimento de venezuelanos. “Mas quem paga, a educação, segurança e saúde da população? É impossível fazer a segurança pública sem recursos”, criticou.

Texto: Bárbara Araújo

Foto: Alex Paiva e Jader Souza

SupCom ALE-RR

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Arquivos

0