A segunda noite das atividades do programa Assembleia ao Seu Alcance, nesta quinta-feira (5), foi marcada pela apresentação da quadrilha Xameguinho, do programa Abrindo Caminhos, da Assembleia Legislativa de Roraima. A programação ocorre no Roraima AgroShow e encerra neste sábado (7), no Parque de Exposições Dandãezinho, localizado no Monte Cristo, zona rural de Boa Vista.

O grupo de dança foi composto por 44 crianças e adolescentes de 7 a 12 anos, de modalidades como balé, jiu-jítsu, futebol, teatro, coral, futebol, ginástica rítmica, informática e o jazz. O tema da apresentação foi “Criança brincando de ser criança”, uma mistura de dança e diversão, para a importância de preservar sonhos e brincadeiras infantis.

A contabilista Adriana Soares, de 24 anos, disse que a apresentação fez ela lembrar dos tempos de infância. “Pela idade deles é bem organizado, estruturado e divertido. Ultimamente, não vemos mais as crianças brincando disso, poucas conhecem essas brincadeiras”, relembrou.

Kimono ou o chapéu de palha, uma escolha difícil para o aluno Juliano Sales, de 11 anos, que treina jiu-jítsu e dança quadrilha. Para ele, participar do grupo foi uma diversão. “Gosto de brincar. Acho legal dançar, uma forma de conhecer outras crianças e lugares”, disse.

Para a diretora do programa Abrindo Caminhos, Viviane Lima, a apresentação da quadrilha no evento foi um momento de interação entre as crianças e os familiares. O momento serviu para relembrar os adultos e a geração atual das brincadeiras infantis. “As pessoas estão se apaixonando pela quadrilha. É gratificante para mim, para as crianças e as famílias. De forma geral, buscamos a interação dos pais com a equipe do Abrindo Caminhos”, explicou.

Ginastica rítmica

 

Além da quadrilha, no evento houve três apresentações de ginastas de 5 a 13 anos, do programa Abrindo Caminhos, em formato de conjunto, solo e dueto. Uma das ginastas é a Ana Laura, que estava um pouco nervosa antes de dançar, mas conseguiu fazer os passos com bola, arco e laços. “É muito legal apresentar em vários lugares. A cada evento que participo, aprendo cada vez mais”, disse.

A mãe da Ana, Vanda Dias, também ficou emocionada na apresentação. Para ela, o Abrindo Caminhos incentiva a filha a participar de eventos dentro e fora do Estado.  “É um projeto importante, pois existem muitas crianças talentosas que infelizmente não têm condições de realizar um sonho. O Abrindo Caminhos vem dando oportunidades, para que elas se desenvolvam fisicamente e emocionalmente”, disse.

Texto: Vanessa Brito

Foto: Alex Paiva

SupCom ALE-RR