Atualmente, uma aula de balé, jazz ou jiu-jítsu custa, em média, R$ 100 reais por mês. Apesar de querer ver os filhos nos palcos ou no tatame, a maioria dos pais não tem condições financeiras para destinar esse dinheiro às atividades extraclasses.  Por isso o programa Abrindo Caminhos trabalha para possibilitar ao máximo de crianças e adolescentes o sonho de praticar alguma dessas modalidades gratuitamente. O programa celebra nesta sexta-feira (29), três anos de atuação com mais de 9 mil atendimentos.

O programa atua na capital e no interior, por meio dos Núcleos da Assembleia Legislativa nos municípios de Alto Alegre, Caracaraí, Mucajaí e Rorainópolis. O presidente da Assembleia Legislativa, Jalser Renier (SD), anunciou uma novidade: o programa deve ganhar nova sede e, com isso, expandir seus serviços no próximo ano.  “Nós temos aí uma inauguração de uma sede nova como presente desses três anos de existência. Vamos ampliar muito esse projeto e incentivar para que as pessoas possam utilizá-lo da melhor maneira possível.”

A importância de dar oportunidade pensando na qualidade de vida dos roraimenses é ressaltada pelo presidente. “Nós sabemos como é importante nós fazermos políticas públicas voltadas a sociedade para que o povo possa participar”.
Os resultados são visíveis, segundo a diretora do programa, Viviane Lima. Ela aponta como o convívio com a garotada é uma troca de experiência e aprendizado. “Conseguir levar essa oportunidade é muito importante. Vivemos em um mundo onde a violência bate na sua porta e quando você pode intervir e ajudar na formação do caráter de uma criança realmente é um resultado muito positivo.”

As transformações na vida das crianças e adolescentes que participam das modalidades esportivas e culturais do Abrindo Caminhos se estendem para fora do prédio. “Tem mães que nos procuram para falar que o comportamento do filho mudou, que na escola ele está melhor, que consegue se comunicar. Temos relatos de crianças que não conseguiam apresentar um trabalho da escola e agora depois que começou a fazer teatro vai muito além”, contou Viviane.

 Matrículas

O fim do ano está chegando e um novo ciclo está à porta. Os pais que tiverem interesse em matricular os filhos no programa podem ir até a sede, que funciona na avenida São Sebastião, nº 883, bairro Cambará. Mais informações pelo 98402 5014.

Texto: Bárbara Araújo
Foto: SupCom ALE-RR