Na manhã de terça-feira (3), a Comissão de Saúde e Saneamento, da Assembleia Legislativa de Roraima, ouviu representantes de sindicatos que solicitam a unificação dos PCCR (Planos de Cargos, Carreiras e Remuneração) das categorias que compõem o sistema estadual de Saúde. Embora a elaboração do projeto seja competência do Poder Executivo, os deputados já estão se adiantando para amadurecer esta discussão, caso um projeto desta natureza seja enviado.

O presidente da comissão, Neto Loureiro (PMB), explicou que o Poder Legislativo não tem atribuição para atender essa demanda. Ele explicou que para que haja a unificação dos PCCRs destas categorias, é necessário que o Executivo envie um projeto para a Casa. Tão logo isso ocorra, os parlamentares poderão discutir a matéria. “Esta é uma demanda antiga da classe de saúde. Sabemos que os profissionais fizeram um plano, um modelo, mas o Poder Executivo ainda verá o que pode ser feito. Porém estamos à disposição, mais uma vez, para apoiar estas categorias.”

O presidente do Sindicato de Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais de Roraima (Sinfito-RR), Thiago Reis, relatou que muitos profissionais estão deixando de atuar no Estado por desvalorização e precariedade no ambiente de trabalho. Ele trabalha há 9 anos como fisioterapeuta intensivista na Unidade de Terapia Intensiva no HGR (Hospital Geral de Roraima).

“Esse é o nosso principal anseio. Infelizmente no Estado não temos um PCCR que contemple por exemplo, uma gratificação por uma especialização, mestrado ou doutorado. Não temos progressão vertical. Essa proposta não engloba apenas os profissionais do ensino superior, todos os auxiliares de saúde, enfermeiros, até os médicos.”

No encontro estavam presentes representantes de sindicatos na área da fisioterapia, radiologia, odontologia, nutrição, farmácia e medicina. As classes relataram a desvalorização profissional e sobrecarga de trabalho. Também denunciaram a falta de materiais e equipamentos, para atender a população nas unidades de saúde, principalmente no HGR (Hospital Geral de Roraima)

Convocação

Ainda na reunião, os parlamentares decidiram convocar o secretário Estadual de Saúde, Francisco Monteiro e a diretora da Maternidade, Patrícia Renovato, para esclarecer ocorrências de mortes de recém-nascidos. A solicitação foi proposta pelo deputado Renato Silva (Republicanos). Além dele, estavam presentes as deputadas Yonny Pedroso (SD) e Aurelina Medeiros (Pode) e os deputados Nilton Sindpol (Patri) e Gabriel Picanço (Republicanos).

Texto: Vanessa Brito

Foto: Jader Souza

SupCom ALE-RR