Neste domingo (9) é o Dia dos Pais, data que enaltece a importância da figura paterna na vida dos filhos. Um exemplo disso é o segurança patrimonial Rosemar Crispim, de 49 anos, que incentiva a filha Maria de Lordes, 22 anos, nos estudos. A casa virou uma sala de aula e a dupla aproveita o distanciamento social para se dedicar aos cursos a distância ofertados pela Escola do Legislativo.

No ano passado, eles dividiram a mesma sala de aula presencialmente na Escola do Legislativo, participando do preparatório na área jurídica e do curso Noções de Segurança no Trabalho. Neste ano, mesmo com o distanciamento social, mantiveram os estudos no lar. Para o pai, dividir esse momento com a filha traz alegria. “A gente fica às vezes até sem palavras, porque na verdade a gente cria e tem a felicidade, e são poucos pais que tem a felicidade de ter os filhos próximos.”

O motivo do pai para estudar é a vontade de crescer profissionalmente, atualmente trabalha como segurança patrimonial em um supermercado há cinco anos. Neste ano, ele já concluiu nove cursos a distância na área do cerimonial, informática, logística, marketing e administração.

Há um mês, o segurança sofreu um acidente de trânsito e quebrou a perna, mas isso não lhe parou nos estudos, tanto que já se matriculou em três cursos na área comercial, saúde e controle de qualidade. “Eu procuro sempre mostrar para ela [filha] que quando se quer, não importa se você tem condições ou não. O importante que você, quando quer ser alguém na vida, você é aquilo que planeja.”

A filha Maria de Lordes descreveu que o pai é uma referência na vida. “Meu pai representa meu espelho, tudo o que sou hoje foi o que ele ensinou. Ser a mulher que eu sou, respeitar, ter caráter e outras coisas.”

Para ela, estudar junto com o pai é uma maneira de se ajudarem para construírem um futuro melhor. Ela já concluiu nove cursos à distância da Escola do Legislativo na área da informática, segurança, técnicas para garçom, administração e saúde. Atualmente, ela faz aulas para motorista, informática, saúde e segurança do trabalho e gestão de eventos. A próxima meta é fazer o curso técnico em enfermagem.  “Cada um tem a sua dificuldade, a minha dificuldade procuro nele, e o que ele não sabe procura em mim”, descreveu.

Texto: Vanessa Brito

Foto: Jader Souza 

SupCom ALE-RR