Planos de saúde em todo Brasil são obrigados, a partir desta sexta-feira (14), a disponibilizarem o teste sorológico para detecção do IgG e anticorpos totais, a partir do oitavo dia após o início dos sintomas de covid-19. O Procon Assembleia alerta para esta mudança e está disposição para dúvidas ou reclamações pela ausência da prestação de serviço.

“Essa decisão tomada pela ANS [Agência Nacional de Saúde Suplementar] veio em caráter definitivo, em razão dos números de casos da doença em todo território nacional”, explicou o diretor do Procon Assembleia, Jhonatan Rodrigues. O descumprimento pode acarretar em sanções aplicadas pela agência e multa.

Os beneficiários que se sentirem desamparados pelo plano de saúde podem entrar em contato com o Serviço de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa de segunda a sexta-feira, das 9h às 14h, pelo telefone (95) 98401-9465. “Em caso de recusa, o beneficiário poder reclamar perante o Procon Assembleia para que o Procon notifique a prestadora e indique o motivo da recusa”, complementou o diretor.

O teste IgG aponta que o paciente esteve, pelo menos três semanas antes, com o vírus. Em junho, a ANS havia decidido pela cobertura de IgA, IgC ou IgM para detecção do novo coronavírus. São contemplados nesta decisão pacientes com Síndrome Gripal ou Síndrome Respiratória Aguda e crianças e adolescentes com quadro suspeito de Síndrome Multissistêmica Inflamatória pós-infecção pelo vírus.

Não se enquadram: pessoas com testes sorológicos positivos, quem realizou em menos de uma semana teste sorológico com resultado negativo, testes rápidos.

Texto: Yasmin Guedes

Foto: Arquivo/SupCom

SupCom ALE-RR